quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O aumento irregular será aprovado na câmara

Na manhã desta sexta-feira será realizada câmara de vereadores de Itabuna a votação sobre o aumento irregular da tarifa da EMASA.
.
Depois de uma reunião com o prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (DEM), a vereadora Rose Castro (PR), decidiu votar junto com o governo. Com isso o governo terá o apoio de nove vereadores.

7 comentários:

Anônimo disse...

Vereadores que aprovarem essa malandragem aí,são pilantras...Raça de víboras...malucos por dinheiro...inimigos do bem...!!!

Mr. Bean

Kiko disse...

Eu queria saber se a EMBASA cobra mais ou menos que a EMASA. Soube que a EMBASA cobra bem mais caro...se assim for, não vejo nada de impressionante no aumento.
Sei que todo aumento é dolorido, mais gosto de afastar as misturas políticas no meio desta "briga". O governo federal autoriza aumento de luz e telefone todos os anos... e não vejo ninguém protestando contra ele.

Anônimo disse...

o q será q o prefeito ofereceu a vereadora ROSE CASTRO para ela trair o povo de itabuna,hein.a única parlamentar feminina na cãmara,e diga-se de passagem,muito LINDA.mas já vai dar um chute errado. JOAÕ SANTANA.

Anônimo disse...

Vai se informar alienado ridículo!!!!
Coisa mesmo de...23:38hs escrevendo merda.
Essa pressão da oposição já está fora de propósito e ultapassada os resultados estão aí para todos.

Gato Comeu!!! disse...

Mais uma vez a Câmara de Vereadores em Itabuna age em função do fisiologismo político. O povo de Itabuna paga uma das tarifas mais caras do país e não pode aceitar isso. Não esqueçamos que há uma coleta de assinaturas acontecendo diariamente na Praça Adami (Centro), cujo objetivo é o de justamente barrar através da vontade popular mais esse "angu de caroço" que Prefeitura, EMASA e Câmara tentam enfiar goela abaixo da população grapiúna. E não nos esqueçamos também que a EMASA cobra indevidamente todos os meses por um serviço que não é feito. A taxa de esgoto deveria ser realocada para um moderno e eficiente sistema de tratamento. Atualmente, menos de 2% do esgoto sanitário produzido pela cidade passa por tratamento. Logo, sem tratamento, não deveria haver taxa. E caros edis: a grande parte da população grapiúna não recebe o salário que vocês ganham todos os meses. Portanto, evitem mais esse desgaste com o povo que os colocou aonde estão para defenderem os interesses populares, e não, os interesses particulares de cada um de vocês. Itabuna não merece isso!

Nalvinha disse...

Essa Rose nunca me enganou... é igualzinha aos demais. Dessa Câmara só quem se salva é Vane, mais ninguém.
Ninha

Anônimo disse...

Concordo,Mr. Bean...Vereadores que aprovarem essa malandragem aí,são pilantras...Raça de víboras...malucos por dinheiro...inimigos do bem...!!!

Oliveira.