quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Derba assina ordem de serviço para reforma da ponte do Pontal

Em poucos dias, deverá ser iniciada a reforma da Ponte Lomanto Junior, uma antiga reivindicação dos ilheenses, que ganhou força com a intervenção da deputada estadual Ângela Sousa. O Departamento de Infra-Estrutura do Estado da Bahia (Derba) já assinou a ordem de serviço para a empresa vencedora da licitação: a AMS Engenharia e Serviços Ltda. Os recursos alocados são da ordem de R$ 1.038.000,00 e as obras devem ser iniciadas assim que terminar o período de alta estação.

Rabat

O homem mais rico do Brasil

Após a venda da MMX para a Anglo American, o empresário Eike Batista fez as contas e concluiu: hoje, sua fortuna pessoal é de 16,6 bilhões de dólares -- a 26ª maior do mundo.
O empresário Eike Batista, 51 anos, está rindo à toa. Bastante vaidoso, parece feliz com o reconhecimento das recentes jogadas bilionárias que fez no mundo dos negócios. Por causa delas, vem aparecendo mais na mídia, às vésperas do carnaval, do que a ex-mulher Luma de Oliveira, que já foi musa da festa.
Questionado sobre qual seria seu maior plano ele disse :"Minha meta é ser o homem mais rico do mundo em cinco anos".
Suas empresas MMX, MPX, OGX e LLX - a letra final representa um “fator de multiplicação”, diz ele. A holding do grupo chama-se EBX.
Atriz e modelo Luma de Oliveira e o ex-marido, o empresário Eike Batista

Lição de vida

O presidente americano, George W. Bush, falou em público, nesta terça-feira, sobre seu passado como alcoólatra."Superar a dependência foi difícil. Como, talvez, vocês se lembrem, bebia muito, em um dado momento da minha vida", disse Bush.

Lula bem que podia aprender, né? E seu outro discípulo também.

Oitiva do caso Marcos Gomes foi adiada

Foi suspensa a audiência de instrução que seria realizada na tarde de ontem, no Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna, para ouvir as testemunhas do assassinato do vaqueiro Alexsandro Honorato de Souza.
A tomada de depoimentos foi suspensa porque o advogado Carlos Burgos não foi notificado. A Justiça remarcou para o dia 29 de fevereiro os depoimentos das as pessoas que foram ouvidas no inquérito policial que investigou o crime.
Carlos Burgos é o advogado de Markson Monteiro de Oliveira, o foragido "Marcos Gomes", filho do prefeito de Itabuna Fernando Gomes, que foi indiciado pela morte do vaqueiro.
O juiz que preside a precatória que foi enviada pela Comarca de Ibicaraí, Marcos Bandeira, explicou "que serão ouvidas todas as testemunhas possíveis. Caso não seja possível por causa do tempo, automaticamente todas serão intimadas".



Lista de testemunhas tem até o prefeito.

Todas as testemunhas arroladas estavam presentes com seus advogados. A promotora Maria Pilar Cerqueira Maquieira Menezes, representante do Ministério Público Estadual, também aguardava por uma definição da oficial de justiça.
As testemunhas arroladas na denúncia são Ivan Nunes da Fonseca, Osmundo Vieira de Jesus, Pedro Alexandre Morbeck Mota e José Zoogenis de Andrade.
As testemunhas arroladas na defesa prévia do 1º acusado, Markson Monteiro de Oliveira, são Adeon Arruda Moras, Carlos Moura Latrilha, Renata D'el Rei Costa Fontes, Manoel Simões Marques, Roque dos Santos e Waldir Catarino Menezes.
As testemunhas arroladas na defesa prévia do 2º acusado, Ilmar Barbosa Marinho, são Alba Regina Pontes, Marcos V. Araújo, Fernando Gomes e Ivan Fonseca. Com a audiência adiada as testemunhas foram imediatamente intimadas.

As dificuldades do Capitão

Todos os pré-candidatos a prefeito de Itabuna, na luta pelo cobiçado Centro Administrativo Firmino Alves, têm seus obstáculos nessa difícil e espinhosa caminhada. Alguns menos, outros mais. Sem dúvida, o maior deles é quando o prefeiturável não consegue uma boa colocação nas pesquisas de opinião, como acontece, por exemplo, com José Adervan (PSDB) e Dinailton Oliveira (PDT). Chegar ao mês de maio com intenções de votos abaixo de cinco pontos torna a campanha eleitoralmente inviável. As pressões de cima para baixo, do comando estadual sobre o municipal, são fortíssimas. E a questão não é só política, ou seja, uma fragorosa e decepcionante derrota nas urnas. Aliás, é mais financeira, ou seja, como investir em uma candidatura sem nenhuma possibilidade de vitória? Nesse enfrentamento de dificuldades, o pré-candidato do PMDB, Capitão Fábio, pode ser a grande vítima do novo cenário sucessório. Com Juçara Feitosa, pelo PT, e Acácia Pinho, pelo PRB, as chances do peemedebista são nulas. Com essas duas mulheres, uma com o apoio do ex-prefeito Geraldo Simões e a outra com o da Igreja Universal do Reino de Deus, só resta ao Capitão um honrado terceiro lugar no final da disputa. Como não bastasse a iminente polarização entre Juçara e Acácia, a campanha de Fábio enfrenta problemas internos em decorrência do disse-me-disse e das picuinhas entre algumas “lideranças” do staff fabista. Um outro detalhe é que o médico Renato Costa, coordenador político da legítima caminhada do Capitão rumo à prefeitura, começa a ficar incomodado – acredito que também constrangido – com os encontros do Capitão com o prefeito Fernando Gomes, do DEM, ex-PFL. Fica difícil imaginar um coordenador político impossibilitado de participar de certas reuniões do seu candidato. Ou é ou não é coordenador. O meio termo, o simulacro, o coordenador pela metade é sinal de que as coisas não caminham a contento. O problema é que o ministro da Integração Nacional, o comandante-mor do PMDB estadual, não quer nenhum tipo de atrito com o prefeito de Itabuna. Aliás, Fernando Gomes pode ir para o PMDB assim que passar o processo sucessório. Ora, Geddel, candidatísssimo a uma das duas vagas ao Senado Federal, na eleição de 2010, não pode prescindir de um cabo eleitoral que já foi quatro vezes prefeito de uma cidade do porte de Itabuna. Uma outra aresta, essa também merecedora de uma atenção especial, é que a pré-candidatura do Capitão não tem o apoio dos principais partidos da base de sustentação do governo Jaques Wagner. Agremiações partidárias como o PC do B, PSB, PMN, PTB e o PR estão de olho em uma candidatura a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo candidato do PT. Portanto, as dificuldades do Capitão Fábio diante do jogo eleitoral são maiores do que a dos outros pré-candidatos. Dificuldades que só serão amenizadas se o candidato do PMDB convencer seus correligionários de que pode vencer. Do contrário, a debandada para o lado de Juçara e de Acácia, é só uma questão de tempo.

Marco Wense

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Entrevista de ACM Neto à revista Metrópole.Deputado fala sobre política, virgindade, futebol e outras coisas mais .

A atual edição da revista Metrópole circula com uma entrevista de uma página com o deputado Antonio Carlos Magalhães Neto. ACM Neto fala sobre família, drogas, juventude, futebol, homossexualismo, provocações e, claro, política.

Mertópole - O senhor foi um menino criado com avó ou com avô?
ACM Neto - Nem com uma coisa nem com outra. Eu fui criado commeus pais e, graças a Deus, sempre convivendo com todos os meus avós.
Metrópole - O senhor era um menino brigão na época da escola? Apanhava mais que batia, ou era uma pessoa tranqüila?
ACM Neto - Eu não era brigão do ponto de vista de conflito físico, mas gostava sempre de uma boa discussão.
Metrópole - Com quantos anos o senhor perdeu a virgindade e como foi?
ACM Neto - Risos... Essa é ótima. Eu posso dizer com quantos anos, mas como foi é complicado. Eu tinha quinze anos.
Metrópole - O senhor chegou a experimentar algum tipo de droga? Já fumou maconha?

ACM Neto - Não, nunca.
Matrópole - Irritou o apelido que lhe colocaram de "grampinho"?
ACM Neto - Olha, não. Não me irritou. Até porque sou uma pessoa pública e tenho que estar disposta a ouvir todo tipo de colocação. Algumas corretas e elogiosas, outras que não são tão corretas e não são tão justas. Até porque foi um apelido que não pegou. Isso foi um objeto de especulação de duas ou três pessoas do Congresso Nacional e nunca ninguém dirigiu-se a mim de forma ofensiva para me chamar disso ou daquilo. Agora eu entendo que é uma manifestação que faz parte da vida pública e que todo homem público tem que estar aberto para poder ouvir tanto elogios quanto eventuais provocações, e tem que saber encarar isso com maturidade, sem perder a cabeça.
Leia a entrevista na íntegra
clicando aqui!

Indiretas e Diretas

Juçara Feitosa só sai candidata se o cenário político do início do mês de junho mostrar que existem reais possibilidades de sua candidatura sair vitoriosa. Se o quadro for desfavorável, aí é Geraldo Simões para o desespero dos adversários e alegria de quem está de olho na secretaria de Agricultura do Estado da Bahia.
Pelo andar da carruagem, vai terminar Moacir Smith Lima, atual presidente do diretório municipal do PTB, sendo o candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Geraldo Simões. Tem pré-candidato a prefeito de Itabuna com “bulimia política”. Quatro políticos corretos: Saulo Pontes, Ronald Kalid, Roberto de Souza e Carlinhos Cardoso. Na coluna de terça-feira: o processo político é perverso. As decisões são tomadas de cima para baixo. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. O jornalista Paulo Lima é uma figura.

Marco Wense

Plano B e os olhos da coruja

A pré-candidatura do Capitão Fábio à sucessão municipal de 2008, com a declaração entusiasmada de apoio do ministro Geddel Vieira Lima, na presença do presidente nacional do PMDB, deputado federal Michel Temer (SP), ganha musculatura e força política. Aliás, o prefeiturável peemedebista, que pela terceira vez se torna um pretendente ao comando do cobiçado Centro Administrativo, se encontra em uma posição privilegiadíssima na disputa. Além de contar com um partido que tem um ótimo tempo no horário eleitoral gratuito, pode tirar vantagem de uma acirrada briga entre Geraldo Simões (PT) e o prefeito Fernando Gomes (DEM, ex-PFL). É público e notório, de uma obviedade ululante, que Fernando Gomes vai fazer de tudo para derrotar o candidato petista, evitando assim que seu maior adversário seja o chefe do Executivo nos 100 anos de emancipação política de Itabuna. O fernandismo ficaria em estado de graça se o próprio FG, como candidato à reeleição, buscando o quinto mandato, derrotasse Geraldo Simões. Mas como a possibilidade é remota, um outro caminho começa a ser traçado. Não é à toa que o Capitão Fábio evita fazer qualquer tipo de crítica ao governo municipal e, principalmente, ao político Fernando Gomes, que pode até, dependendo das arrumações, dos acordos e das circunstâncias políticas, apoiá-lo. Duvido, por exemplo, que o ministro Geddel diga um sonoro “não” a uma tentativa de filiação do prefeito ao PMDB. Pode até dizer um “não”, mas um “não” com jeito de quem pode aceitá-lo assim que passar a turbulência do processo sucessório.Ora, quem é pré-candidato à sucessão do governador Jaques Wagner, e sabe que não conta com a simpatia do PT, não pode abrir mão de um cabo eleitoral que já foi quatro vezes prefeito de Itabuna. Se Fernando Gomes – ou, então, um outro que terá seu apoio – não decolar nas pesquisas de intenção de votos, ficando atrás de Geraldo Simões e do Capitão Fábio, sem chances de recuperação, o DEM vai lançar mão do seu plano B. Ou seja, apoiar o candidato do PMDB. Esse plano B lembra o de 2004, quando muitos filiados do PMDB, já sem esperança de uma vitória do então candidato Renato Costa, com o consentimento e o aval de algumas lideranças do partido, terminaram votando no candidato do PFL, Fernando Gomes. Agora, como se fosse um repeteco, a intenção é a mesma: derrotar Geraldo Simões de qualquer jeito. O DEM vai usar o voto útil a favor do Capitão Fábio se o candidato dos democratas não avançar nas pesquisas. Fernando Gomes, com esse apoio ao candidato do PMDB, se aproximaria do ministro da Integração Nacional. O prefeito seria o grande responsável, o protagonista-mor de um possível sucesso eleitoral do Capitão. É cobra engolindo cobra. Geraldo Simões precisa botar as barbas de molho para não ser surpreendido de última hora, em plena efervescência da campanha eleitoral.Se não quiser botar as barbas de molho, que fique com os olhos arregalados como os da coruja.

Marco Wense

Reda

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) divulgou ontem, 29, o resultado final do Processo Seletivo Simplificado (Reda) para o cargo de Técnico Universitário (TEC) 001, e o resultado parcial para os cargos de Técnico Universitário 002, 003, 004, 005 e Analista Universitário (ANA) 001, 002, 003, 004, 005, 006, 007, 008, 009, 010, conforme o Edital N°134/2007. A portaria nº 89 estabelece que os candidatos aprovados para os cargos ANA 001, 002, 003, 005, 007 e 008, deverão entregar os títulos na Gerência de Seleção e Orientação (Geseor), na universidade – 4° andar da Torre Administrativa no campus Professor Soane Nazaré de Andrade, Salobrinho (Ilhéus/BA) - até o dia 7 de fevereiro deste ano. Os nomes dos selecionados estão no site www.uesc.br e mais informações podem ser obtidas também pelo telefone (73) 3680-5036.

Milton Cerqueira

Segundo o culunista político Eduardo Anunciação,o vereador Milton Cerqueira está praticamente rompido com o Governo Fernando Gomes .
Será?

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

SUCESSÃO MUNICIPAL DE ITAPETINGA

Em Itapetinga a briga vai ser feia entre o PMDB X PT, correndo por fora o DEMOCRATAS. O ex democratas JOSE CARLOS MOURA, hoje filiado ao PT, vem liderando as pesquisas de opinião pública. O atual prefeito MICHEL HAGGE, do PMDB, em entrevista a uma rádio local diz que não será candidato à reeleição, mas não abrirá mão de lançar um nome do seu partido para a sua sucessão. Já os dirigentes do PT que tem o apoio de ROSEMBERG PINTO, dizem que o governador vai sim apoiar o candidato JOSE CARLOS MOURA (PT) se o PMDB apresentar um bom nome, poderemos aceitar até como o nosso VICE. Já o DEMOCRATAS do ex prefeito JOSÉ OTAVIO já lançou o nome do bancário RENAN PEREIRA a prefeito e que segundo fontes de seu próprio correligionário o nome desse rapaz é provisório, pois quem será o candidato será o próprio JOSE OTAVIO. Fontes quentíssimas informam que o PT do pecuarista JOSE CARLOS MOURA terá o apoio de vários partidos como PR-PTB-PSC-PSL-PRTB-PRB-PV.

Outdoors

Um grande empresário de Itabuna prometeu que vai distribuir milhares de adesivos em Itabuna estampando, “GERALDO SIMÕES (PT) TO FORA” e também ira instalar vários outdoors na cidade dizendo e relatando “ QUEM CONHECE GERALDO SIMÕES (PT) NÃO PERDEU NADA, QUEM VOTOU SE ARREPENDEU E QUEM AJUDOU FOI TRAÍDO”. Ele garante

Gestor

Em entrevista à Folha de S. Paulo do último domingo, o empresário baiano Emílio Odebrecht disse que o presidente Lula “nunca foi de esquerda” e afirmou que o que o Brasil precisa neste momento é de um gestor na presidência da República, citando nomes como o da ministra Dilma Roussef (Minas e Energia) e o do governador de São Paulo, José Serra (PSDB).
“São pessoas que têm o viés de gestão muito forte”, diz Odebrecht, citando Serra e Roussef, para completar: “Nós estamos precisando de um gestor público, que não é o caso desses todos que passaram pelo governo até agora. Nenhum deles. O novo ocupante do cargo deve criar as condições para o setor produtivo funcionar”. O empresário não acredita em recessão nos EUA, mas diz que, se vier, o Brasil sofrerá.

Aleluia sugere fantasias para Lula no Carnaval

O deputado federal baiano José Carlos Aleluia (DEM) não quer perder o posto de inimigo número 1 do presidente Lula. Aproveitando a proximidade do Carnaval, seu site, www.deputadoaleluia.com.br, convoca internautas a elegerem uma fantasia para o presidente desfilar no que chama “Bloco dos Aloprados”. Pelas alternativas indicadas, o petista pode sair fantasiado de “Dólares na Cueca”, “Peruca a Dirceu”, “Falso dossiê” e “Apagão geral”. Aleluia assegura: “Qualquer dessas fantasias cai bem em Lula”.

Política,gente e poder

Dinailton Oliveira, que conhece tudo sobre os bastidores do Poder Judiciário, formidável advogado, notável gente, pré-prefeiturável, PDT, vai comunicando as platéias no microfone, sem microfone: “vice jamais, vice nunca, vice não”. É o processo, é a tribuna, é a máxima dele. Examinando os prefeituráveis. A seguir.
Edson Dantas, perdão, doutor Edson, presidente da Câmara de Vereadores desta capital-cidade do planeta cacau, lógico, Itabuna, pré-candidato a prefeito, socialista (?), PSB, taxativamente diz: “vice jamais, vice nunca, vice não”. É o discurso, a postura, o verbo do político-doutor Edson.
Acácia Pinho, perdão, Dona Acácia, professora de nível superior, Uesc, perfumada mulher, fêmea de idéias, charmosa, chique, culta, pré-prefeiturável, PRB, vai propagando em ambientes públicos, fechados: “vice jamais, vice nunca, vice não”. É a dissertação, é a aula, é o giz de Dona Acácia.
Luís Sena, vereando com combatividade neste chão, já com dois mandatos, pré-prefeiturável, comunista (?), PCdoB, vai revelando em entrevistas, conversas acolá, aqui, ali, em círculos desinformados ou atentos: “vice jamais, vice nunca, vice não”. É a pregação, a música, a canção dele.
José Adervan, empresário da comunicação, pré-prefeiturável, da tucanagem, tucanato, isto é, PSDB, sem nenhuma possibilidade de vitória, sem nenhuma chance de triunfo, de ganhar, fala: “vice jamais, vice nunca, vice não”. É a redação, é o artigo, é o texto do jornalista José Adervan.
Capitão Azevedo, militarista, militar de formação, pré-prefeiturável, antigo, PFL, hoje, Democratas, DEM, vai propagando em todos os lugares, com farda, sem farda: “vice jamais, vice nunca, vice não”. É o sermão nos quartéis, é a ordem do dia na caserna do capitão Azevedo.
Roberto Barbosa, empresário progressista, também, prefeiturável, PP, vai confessando: “vice jamais, vice nunca, vice não”. Mas o cacique do PP neste planeta cacau, Jabes Ribeiro, pensa diferente, pensa o oposto dele.
Fábio Santana, conhecido, chamado capitão Fábio, é pré-candidato, PMDB. Esse, deveras, nada tem a perder. Tem representação democrática-popular, tem tribuna, tem mandato. É deputado estadual até 2010. Nenhuma dúvida.
Otoniel Azevedo, PPS & Osvaldo Barbosa, PV, insistem, falam, dizem que são prefeituráveis. Por enquanto, por agora, por hoje, este soldado raso do jornalismo se recusa a escrever sobre fantasmas, miragens.
Edson Dantas, Acácia Pinho, Luís Sena. Mas, se... Edson, Acácia, Sena forem escolhidos, indicados vice de alguém, alguma chapa, nenhuma perplexidade, nenhuma novidade, nenhum espanto. A política é assim.Geraldo Simões, PT, é o mais destacado prefeiturável na preferência dos contribuintes, no coração dos leitores, nas pesquisas, na boca do povo. Mas uma pergunta se apresenta em torno de Geraldo. A saber.
Geraldo Simões, sem o prefeito Fernando Gomes na recandidatura, disputa, fica mais difícil ou mais fácil para o senhor Geraldo Simões? Com a palavra, o pesquisador Agenor Gaspareto. A propósito.
Agenor Gasparetto, respeitadíssimo sociólogo, tem relacionamentos profissionais, pessoais ótimos com o empresário Helenilson Chaves. H.C., geralmente, consulta Gasparetto, escuta, ouve o senhor Agenor.
Helenilson Chaves, quando o assunto são pesquisas, eleições, urgentemente convoca, rapidamente consulta, chama Agenor Gasparetto para confabulações, confabular. Macaco velho não mete a mão em cumbuca.


Eduardo Anunciação

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Geraldo simões X Adervan

Na última quinta feiria na festa de premiação da CDL de Itabuna, o ex-prefeito de Itabuna, Geraldo Simões falou que Carlos Leahy tem capacidade para ser prefeito de Itabuna, secretário de estado e deputado, e foi além, falou que Carlos bem que poderia ser candidato a prefeito pelo o PSDB, partido qual ele é filiado.
O objetivo de Geraldo foi tentar perturbar o jornalista e pré-candidato a prefeito de Itabuna pelo o PSDB.

Graças a Deus eu não assisto

Um dos desocupados da casa do Big Brother Brasil soltou a seguinte frase: "Graças a Deus, nunca fui de ler livro". Graças a todos os deuses que eu nem assisto esse programa porque alguém que "mora" lá diz isso fica fácil imaginar o nível intelectual.

Pesquisa em Itabuna

Candidatos a prefeito em Itabuna mal dormiram com a notícia da existência de uma pesquisa sobre a sucessão municipal na cidade. Os números devem ser conhecidos essa semana, mas o fato de a sondagem ter sido concluída já causou agitação política suficiente no município de ontem para cá.

Duda Medonça

Cria do carlismo, o ex-prefeito Antonio Imbassahy aposta na experiência para conseguir vencer a eleição . Prefeito de Salvador por oito anos, o tucano pretende realizar uma campanha ousada -já manteve contatos com o publicitário Duda Mendonça. Envolvido no escândalo do mensalão, Duda Mendonça, um dos mais conhecidos marqueteiros do Brasil, foi o responsável pela primeira campanha vitoriosa do presidente Lula ao Palácio do Planalto.Com a disputa pela sucessão municipal, Imbassahy tem mais uma chance de voltar a ocupar um cargo político. Depois que rompeu com o carlismo, o ex-prefeito, já no PSDB, disputou e perdeu o Senado para João Durval Carneiro (PDT), pai do prefeito João Henrique.

Eleições, base aliada e crise na segurança podem apressar reforma do secretariado de Wagner

realização das eleições municipais em 2008 deve apressar o processo de reforma no secretariado do governo da Bahia logo após o Carnaval. No tabuleiro de peças construído pelo governador Jaques Wagner no início do ano passado, alguns nomes devem ser substituídos até a data limite para os secretários abandonarem os cargos para partir em direção ao corpo-a-corpo com os eleitores.
Luiz Alberto Santos, titular da pasta da Promoção da Igualdade, deve ser o primeiro a se desligar da máquina administrativa estadual. Ele foi indicado pela ala petista ligada ao Movimento Negro como pré-candidato do partido à prefeitura de Salvador, O secretário de Agricultura, Geraldo Simões, é outro nome que desponta como candidato na sucessão municipal deste ano. Sem fortes concorrentes no âmbito regional, Simões é a opção número 1 do Partido dos Trabalhadores para concorrer à prefeitura de Itabuna, no Sul do Estado.
Para acomodar os partidos da base aliada no governo, Wagner também estuda a saída do secretário de Desenvolvimento e integração regional, Edmon Lucas. Ex-carlista, Edmon foi peça-chave do período de transição, dado o bom relacionamento que mantinha com a equipe do ex-governador Paulo Souto (DEM).

Negativas
A despeito da garantia de fontes ligadas ao governador de que a reforma do secretariado é inevitável, nenhum dos pré-candidatos admite falar em eleições municipais antes do período oficial de desincompatibilização.
Mesmo já tendo sido prefeito de Itabuna e exercendo forte influência política na região, Geraldo Simões - por meio do seu chefe de gabinete, Carlos Sodré - nega a possibilidade de disputar o pleito deste ano. "Não há essa possibilidade e ele segue na secretaria", disse o assessor, por telefone. A alternativa que o secretário de Agricultura estuda é lançar a candidatura da mulher, a sindicalista Jussara Feitosa.

Candidatos declarados Se no executivo os pré-candidatos preferem "esconder o jogo", no Legislativo, os rumos da política na Bahia já estão bem encaminhados. Em Feira de Santana, segundo maior colégio eleitoral do Estado, o PT já definiu como prefeiturável o deputado federal Sérgio Carneiro. Ele venceu as prévias realizadas no último dia 20 e já é nome certo na disputa com o colega de congresso, Colbert Martins (PMDB).Além do embate de Feira, PT e PMDB - que foram aliados na eleição de Jaques Wagner para o governo do Estado, prometem outras brigas em nível municipal. Em Juazeiro, a 500 quilômetros de Salvador, na divisa com Pernambuco, Joseph Bandeira deve ser o candidato petista. Ele vai enfrentar o atual prefeito, Misael Aguilar, que em 2007 trocou o DEM pelo PMDB.
Gabriel Noronha

Lucro do Bradesco sobe quase 60%, supera R$ 8 bi e bate recorde em 2007

O Bradesco, maior banco privado do Brasil, fechou o ano de 2007 com um lucro líquido de R$ 8,009 bilhões, um aumento de 58,5% em relação aos R$ 5,054 bilhões obtidos no ano anterior. O Bradesco foi o primeiro dos grandes bancos do país a anunciar resultados referentes a 2007.

Ensaio geral pra bandidagem

Neste sábado, aconteceu o Ensaio Geral com a banda Chiclete com Banana. A festa é um desses milhares de eventos que fazem de aquecimento do Carnaval. E com as eleições municipais chegando dois possíveis candidatos a prefeito (ACM Neto e Nelson Pelegrino) compareceram a festa de "gente bonita". O clima entre os dois, adversários desde o berço, estava excelente, mas entre uma cervejinha e outra alguém foi lá e levou(roubou), a carteira de ACM Neto. Pelo menos assim eles descobrem empiricamente que a violência não tá brincadeira.
E olhe que Bell Marques nem tinha cantado "voa voa"

domingo, 27 de janeiro de 2008

Ricardo Bacelar

Desempregado, e sem prestígio, o ex-apresentador Ricardo Bacelar está na porta da Rádio Jornal de Itabuna, em busca de um emprego. Só que a equipe já está completa, e além disso os funcionários da RJ, não vão muito com a fachada do mesmo, e têm conhecimentos dos atos praticados por Ricardo. Ele agora está dependendo do bom coração de Duda do Poli Rodas, pois a Rádio Nacional já negou espaço para o mesmo, e a Rádio Difusora pertence ao prefeito de Itabuna Fernando Gomes, que foi vitima da tentativa de extorsão

sábado, 26 de janeiro de 2008

Dinastia "Carneiro" pode ficar maior

Soraia Brito, irmã da deputada estadual e primeira-dama de Salvador, Maria Luíza (PMDB), está sendo apontada como a mais nova promessa da família Carneiro/Brito para a sucessão.
Bem-sucedida empresária do ramo de comunicação, Soraia, que é casada com o deputado federal Sérgio Brito (PDT), sairia candidata a uma vaga na Câmara Municipal.
Se o projeto florescer, o clã Carneiro/Brito terá, na política, mais uma, além do prefeito, de sua mulher, do concunhado, do irmão Sérgio Carneiro e do pai João Durval.

Jabes assume candidatura

O ex-prefeito Jabes Ribeiro confirmou que é pré-candidato a prefeito de Ilhéus. E salientou que faz política porque gosta, não sabendo como sobreviver sem essa atividade.
Sou político por natureza, por vocação, e faço da política a minha vida", disse. Sobre a administração do município, ele bate forte no prefeito afastado Valderico Reis (que levou a cidade a um processo de "destruição acelerada") e é econômico quanto a Newton Lima. "Ele tem mostrado interesse em cuidar da cidade", concede Jabes.

Empresário de Itabuna na Bahia pode ter envolvimento com traficante colombiano

Um empresário de Itabuna, cidade que fica no Sul da Bahia, pode ter fortes ligações com o grupo do traficante colombiano Ruan Carlos Abadia, que foi preso recentemente pela Polícia Federal.A quadrilha do referido bandido tem ramificação na Bahia, e na cidade de Juazeiro, a Polícia Federal, também prendeu na operação São Francisco, Ana Lúcia Lacerda, administradora da Fazenda Mariad. Ela é acusada de integrar a organização criminosa comandada pelo colombiano Ruan Carlos Abadia.Já em Itabuna, um empresário do ramo de revenda de carros usados, é suspeito de fazer parte da referida quadrilha. Ele era um simples proprietário de uma oficina de chaparia e pintura que ficava nas proximidades da estação rodoviária de Itabuna, e hoje desfruta de grande fortuna, que ultrapassa cinco milhões de reais. Tudo isso, conseguido em menos de cinco anos. Recentemente, o citado elemento, abriu uma filial da revenda de carros usados na cidade, onde não faltavam carros novos e importados, todos tope de linha. Em curto espaço de tempo, o citado “empresário”, comprou fazendas sítios e outros bens imóveis, inclusive na região de Ilhéus, que estão avaliados em mais de dois milhões de reais, tendo seu crescimento financeiro assustado até mesmo aos demais empresários do ramo que estão no comércio a cerca de 20 anos, e não dispõem de tanta prosperidade. Semana passada, assustadoramente, e poucos dias após a prisão do traficante Ruan Carlos Abadia, a referida filial da loja de carros usados teve suas portas fechadas, e todos os carros que ali estavam desapareceram misteriosamente. Vale ressaltar que a organização criminosa do traficante colombiano Abadia, investia muito no comércio de carros usados, pois assim seria bem mais fácil lavar o dinheiro do tráfico internacional de drogas

Mais uma história sobre o motivo da demissão de Ricerbo Bacelar

Após ser denunciado por tentativa de extorsão contra o prefeito Fernando Gomes, de Itabuna , na Bahia o apresentador Ricardo Bacelar, foi demitido pela direção da TV Cabralia, (ou seja da Record News). Segundo o chefe do executivo daquela cidade, em entrevista a Rádio Difusora Sul da Bahia, Ricardo Bacelar estaria exigindo a quantia de R$ 5 mil reais mensalmente para que não noticiasse fatos negativos sobre sua administração. O prefeito Fernando Gomes se negou a pagar tal quantia, passando assim a ser perseguido pelo apresentador da TV Cabrália, que dias após a tentativa de extorsão, foi flagrado em atitude suspeita, saindo da Câmara de Vereadores de Itabuna, onde estava reunido com o presidente daquela casa Edson Dantas, atualmente inimigo político de Fernando Gomes. Ricardo Bacelar, saiu da Câmara de Vereadores em pleno domingo a tarde, tendo em mãos um envelope, que entregou a um delegado de polícia que o esperava na porta do estacionamento da Câmara de Vereadores. Não sabemos qual seria o conteúdo do envelope entregue a autoridade policial, pois estava restrito a poucas pessoas. Mas que a reunião foi muito estranha, isso sim, até porque a Casa Legislativa de Itabuna, não funciona aos domingos, senão em programação especial. Outro documento foi enviado a Prefeitura de Itabuna, quando a direção da TV Cabralia solicitava do atual prefeito a quantia de R$ 60 mil reais mensalmente, o que fi mais uma vez negado pelo chefe do executivo de Itabuna , que afirmou não dar dinheiro a ladrões.Fernando Gomes, elogiou a direção da Record News, e disse que o fato seria apurado, e os culpados punidos. O diretor da TV Cabralia, André Luiz, também foi demitido, sendo que a atitude da Record News mereceu apologias por não ter aceito atos de tais natureza dentro da empresa. Ricardo Bacelar, tentou dar conotação política ao caso, envolvendo inclusive o nome da pré -candidata a prefeita Acácia Pinho, pessoa de credibilidade e que merece apologias.
Por: Thiago Bomfim

Delegado que foi preso com carro roubado, e afastado do cargo será candidato a prefeito em Itapé

A oposição em Itapé decidiu lançar o nome do delegado Humberto Mattos (PV), como candidato a prefeito para enfrentar o atual prefeito Pedrão.
Humberto esteve hoje no programa Resenha da Cidade, e disse que a única exigência que ele fez para aceitar o convite, foi ter o apoio do ex-prefeito Urbano Santos a sua candidatura.
Para quem não se lembra, o delegado Humberto Mattos, é aquele que foi preso em uma concessionária na Paralela,em Salvador, quando teve o veículo que estava utilizando identificado pelo verdadeiro proprietário, Antônio José dos Santos, que reconheceu seu carro devido a detalhes personalizados.

Humberto Matos chegou a ser exonerado da Decarga de Feira de Santana, junto com o ex-prefeito, Urbano Santos, que está na mira do MP federal, por várias irregularidades, sobretudo desvio de recursos públicos.
Se fosse no São João poderíamos usar outro predicado para qualificar a oposição em Itapé, Quadrilha seria o termo certo, más estamos no carnaval, só podemos utilizar o termo “Bloco”.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Notícias da região metropolitana da bahia

Peso e contra peso
Acm Neto e Geddel juntinhos no camarote do festival de verão.Muita gente ficou sem entender nada,aliás,nem nós.
Travaram mesmo Imbassahy
Nenhum veículo de comunicação dá mais espaço para Imbassahy em Salvador.
Bonde o maluco
“Não chore” é o nome da música mais tocada em Salvador.Caberia bem para Varela e João Henrique, que disputam quem chora mais.
Salvem Moema
A situação de mesma Gramacho não é boa em Lauro de Freitas.Roberto Muniz dispara nas pesquisas

Juçara como fator de fuga

As perspectivas de um projeto fadado ao fracasso geram circunstâncias de pânico e prévia ocupação no planejamento e desenvolvimento de alternativas que possam minimizar ao máximo o impacto de um resultado adverso.
Esta talvez seja uma teoria não aplicável à unanimidade das pessoas.
É possível que exista quem se conforme com a antecipação de conseqüências irremediáveis. Essa espécie de indivíduo deve ser dotada de domínio emocional e racionalidade não muito comum em quem exerce funções importantes e que envolvem centenas e milhares de outras pessoas.
Devem existir jogadores de pequenos times de futebol que não dormem na noite anterior a uma partida contra Vasco, Flamengo, Corinthians... decisiva para a permanência da sua equipe na disputa do campeonato.Também há jogadores de jogos de azar, que suam, tremem, gelam e se arrepiam, imaginando a possibilidade iminente de uma derrota.
Muitos estudantes tremem quando entram nas salas onde acontecem provas do vestibular. Os exemplos de pânico diante de uma situação aparentemente irreversível são incontáveis. É fato que episódio de reviravoltas nos resultados enchem páginas dos livros de história.
Poucos acreditariam nas primeiras eleições disputadas por Lula, que ele se tornaria presidente do Brasil e que, posteriormente, seria reeleito. Quase ninguém apostaria em Davi na luta contra Golias. Certa feita o Vasco se consagrou campeão depois do término de um primeiro tempo em que o Palmeiras o vencia por 3x0. Entretanto, cada caso é um caso.
É loucura imaginar que Paulo Maluf se elegerá sucessor de Lula. Nunca se deve acreditar que Maguila vencerá Michael Tison. É inimaginável Da Luz eleito governador da Bahia. Este enredo se emprega nas articulações, projeções, ações e discussões envolvendo as possíveis candidaturas prefeituráveis em Itabuna.São 16 pré-candidaturas majoritárias requintadas de expedientes controversos que se apresentam para eleitores que gostam ou desgostam de posicionamentos que vão da irreverência ao conservadorismo. No paradoxo de estar dominando os dois extremos da opinião pública, o exprefeito Geraldo Simões se entusiasma em liderar as pesquisas eleitorais e se atormenta em possuir rejeição que supera a soma integral dos demais candidatos.
Este fato o faz estar, infernalmente, no céu; e não há nada mais inquietante para um candidato que contar com mais de 50% de rejeição. É como se Itabuna somente existisse pela metade em sua pretensão de tentar voltar a ser prefeito.Geraldo sabe que os votos de sua rejeição deverão eleger o prefeiturável que melhor se situar com a possibilidade mais pretensa a vencê-lo.
Estão neste contexto, os fernandistas, renatistas, ubaldistas e milhares de eleitores que votam em qualquer candidato que deslumbre a perspectiva de arregimentar o "voto útil" e o "voto de revolta"!
Este fato deve estar fazendo o exprefeito perder o sono e não há sonífero que faça ele dormir tranqüilo.Geraldo quer afastar o fantasma das eleições de 2004, quando ele foi protagonista de um fracasso surpreendente e derrotado por Fernando Gomes, que acabara de perder uma eleição para deputado estadual.
Tudo isso está fazendo ele tentar alternativas que possam mantêlo vitorioso, ainda que os resultados das próximas eleições municipais lhe sejam desfavoráveis. E nesta circunstância o nome da ex-primeira dama surge como "ensaio de laborário": as pesquisas deverão indicar sua permanência ou não como candidata majoritária do PT em Itabuna.
Acontece que o simples anúncio de Juçara Feitosa como candidata já demonstra a forma chacoteadora a que Geraldo submete o eleitorado itabunense. É como se a cidade fosse seu curral eleitoral, onde ele imagina que pode negligenciar a ponto de indicar até uma bruxa como prefeiturável (não é este o caso de Juçara).
O nome de Juçara significa um despautério que o tempo revelará como embuste impossível de se contar como acreditável numa mente não maníaca, ou melomâniaca! Mas Juçara não passa de uma fuga de quem sabe que a Prefeitura de Itabuna se foi tanto quanto sua credibilidade entre os indivíduos que rejeitam mentiras, cinismo, enganações e traições.
O fato para Geraldo, é que "a vaca foi pro brejo" e ele sabe disso; e por isso quer fazer de uma ex-primeira-dama... uma "vaca de piranha"!

Val Cabral - Radialista/Programa Sem Papas na Língua/Rádio Jornal (560-14h.)

Câmara instala CEI em Aurelino Leal

A Câmara de Aurelino Leal instaurou Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar várias denúncias contra o prefeito Giovanni Gagliano. O presidente da Câmara, Eduardo Soares, diz que ele comprou serviços e produtos sem licitação.
Entre outras irregularidades, Giovanni Gagliano teria contratado carros e comprado medicamentos sem realizar licitação. Os vereadores afirmam que somente na saúde o rombo chega a R$ 500 mil.
Para evitar que a Câmara o tirasse do cargo, Giovanni recorreu à justiça e obteve uma liminar que impede seu afastamento durante as investigações. A Câmara de Vereadores tem 90 dias para concluir o relatório da CPI.
Na tarde de ontem a produção do Jornal das Sete, da rádio Morena FM, enviou email para a assessoria do prefeito pedindo que se pronunciasse sobre as denúncias, mas não obteve retorno até a noite.

Seminário PSB

Algumas das maiores lideranças nacionais do PSB participarão do 2º Seminário Regional Sul, que acontece neste sábado, 26, das 9 às 17 horas, no auditório Gervásio Oliveira, no prédio da FTC de Itabuna. Entre os assuntos que serão discutidos, estão as estratégias para o pleito de 2008 e as mudanças nas regras eleitorais.
Presenças. De acordo com o presidente da Executiva Municipal do PSB, Aurélio Macedo, e o coordenador regional do partido, Ruy Corrêa, o evento contará com as presenças da presidente estadual do PSB, deputada federal Lídice da Mata, do presidente do diretório paulista, deputado federal Márcio França, do senador Roberto Amaral, secretário-geral da Executiva Nacional do PSB.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Itabuna

Segue a galope de cavalo o namorico entre DEM e o PMDB, possivelmente para enfrentar o PT. A formação já teria sido identificada pelo grupo ligado ao secretário estadual Geraldo Simões (Agricultura), que trabalha com a hipótese de fazer s ua mulher, a militante petista e ex-secretária Jussara Feitosa, sua sucessora no município.

Tribuna da bahia

Rádio Difusora de Itabuna

O empresário e pré-candidato a prefeito de Itabuna Roberto Barbosa, da Minas Aço, está em nogociação com o prefeito de Itabuna e propietário da Rádio Difusora,Fernando Gomes, a pauta é a comprar da Rádio, só que Fernando está pedindo R$ 1 milhão e 800 mil, e que Roberto arque com as dívidas da Rádio.Por sinal, muitas dívidas trabalhistas.

Pedro Egidsio

O ex-deputado estadual Pedro Egídio será candidato a vereador emela já está utilizando a estratégia da Clínica Odontológica nos bairros carentes, e doando para os pacientes dentaduras, porém, primeiro a parte de superior, só depois da eleição e evidentemente se ele conseguir se eleger o paciente terá direito a outra parte .

Esse paraíba não aprende mesmo.

Política,gente e poder

Geraldo Simões. Esse, por motivos múltiplos, pensadas razões, pode continuar secretário de Agricultura do governador, governo Jacques Wagner e colocar a companheira lealíssima de partido, a coligada, a mulher, amiga Dona Juçara Feitosa, como pré-prefeiturável. No próximo parágrafo, anunciações inacabadas ou o começo de anunciações conclusivas. Que cada atento leitor forme sua opinião.
Geraldo Simões promove articulação eleitoral ainda indefinida, faz legítima jogada partidária, mas vou considerando sem óculos, com óculos que a definição-decisão ainda não está tomada. Pesquisas sinalizam para alguns prefeituráveis, mas pesquisas para valer só com as candidaturas oficializadas depois de 30 de junho. Opinando sem medo. Dona Juçara Feitosa tem equipe. A propósito.
Nilcéia Freire, da Secretaria Nacional de Políticas Para as Mulheres, do Governo do presidente Lula, informa que campanhas publicitárias na tevelândia, jornais, rádios serão promovidas para incentivarem as mulheres para se candidatarem nas eleições municipais de outubro. Cada partido, lembrai-vos, tem a obrigatoriedade de listar 30% de vagas para as mulheres. Concluindo, a seguir.
Amável Eleitor & Atento Leitor. Tem movimentos feministas considerando, tem brasileiras achando, tem mulheres belas falando, tem fêmeas feias dizendo: “A mulher é muito mais competente, é mais honesta que os homens”. Este soldado raso do jornalismo deste planeta cacau, por enquanto, evita comparações. Como existe ambição do poder pelo poder, passo a palavra a Dona Maria Alice Pereira


Eduardo Anunciação

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Salvador e mais 15 cidades são prioritárias para PT em outubro

Proposta de tática do PT para a sucessão municipal ao qual este blog teve acesso com exclusividade aponta Salvador e pelo menos mais 15 municípios como prioritários para o partido em outubro.
São eles: Feira de Santana, Camaçari, Simões Filho, Lauro de Freitas, São Francisco do Conde, Madre de Deus, Itabuna, Ilhéus, Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas, Eunápolis, Bom Jesus da Lapa, Juazeiro, Valença e Guanambi.


Política livre

Sucessão Municipal em Itapetinga

Ao chegar ao final do seu terceiro ano no comando do município, aos 80 anos, o prefeito Michel Hagge continua sendo a personalidade mais importante da vida pública de Itapetinga. .Não serei candidato à reeleição", diz Michel Hagge, Apesar dos vários pedidos dos seus correligionários e de parcela importante da população, o prefeito Michel Hagge foi enfático ao dizer que não será candidato à reeleição, mas que vai continuar na vida pública. "Eu estou tentando de todas as formas viabilizar um nome capaz de corresponder aos anseios de progresso de Itapetinga. Fiquem certos de que eu não abandonarei a vida pública, manterei com o meu sucessor, que será do PMDB, as mais cordiais relações políticas", frisou o líder peemedebista.
Quanto ao papel da deputada Virgínia Hagge, no processo sucessório, o prefeito afirmou que ele será fundamental. "Virgínia têm surpreendido a todos nós e à Bahia pela sua atuação firme na Assembléia Legislativa, em defesa dos interesses de nossa cidade e do Estado", assegurou.

Cartões do governo pagam até despesas em joalheria

Os cartões de crédito corporativo do governo federal, indicados para gastos "emergenciais", como a compra de material, prestação de serviços e diárias de servidores em viagens, foram usados em 2007 para pagar despesas em loja de instrumentos musicais, veterinária, óticas, choperias, joalherias e em free shop, conforme dados do Portal da Transparência, site do próprio governo. Os responsáveis pelas compras afirmaram que a prática é legal e todas as compras eram necessárias. Não foi o que aconteceu com a ministra Matilde Ribeiro (Igualdade Racial), que pagou despesa de R$ 461,16 em um free-shop em outubro do ano passado. Alertada pelo ministério, ela reconheceu o "engano" e afirmou ter ressarcido o valor à União só neste mês. Os gastos nesses estabelecimentos, alguns irrisórios, foram feitos por funcionários e pelos próprios ministros. No ano passado, toda a máquina federal gastou R$ 75,6 milhões com o cartão de crédito corporativo, aumento de 129% em relação aos gastos de 2006.

Outros carnavais

Os últimos 16 anos foram coroados por quatro mandatos de Fernando Gomes e Geraldo Simões. Diga-se, mandatos alternados. São carnavais passados, sem pierrôs e sem colombinas, mas com um saldo de esgotos a céu aberto em quase todos os bairros periféricos, o que tem levado os moradores à loucura por conta da fedentina, dos problemas de saúde gerados pela lama ou pela poeira, que entra pelos pés ou pelas narinas de crianças, velhos e moços, debilitando-lhes a saúde.
Velhos carnavais.
Agora, os dias são outros. Fernando Gomes, velha raposa da política de Itabuna, deu o pulo do gato e se afastou do pleito de 2008, deixando Geraldo Simões sem pai, sem mãe e sem discurso. Aquele discurso que faria com que o contraponto de sua campanha fosse arranjado. No carnaval quase antecipado a fantasia de Arlequim não lhe cai bem e o povão já está em outra e não aceita nem mesmo a dona Juçara Feitosa com a fantasia de Colombina.
E o PT de Itabuna ficou refém de Geraldo Simões, aquele que não dá sombra e nem encosto e, por isso mesmo, fragilizou suas lideranças que pudessem despontar como novas forças na política local, talvez, até, seguindo o modelo criado por Lula - único nome com alguma viabilidade em futuras eleições.
Mas é verdade que a política de Itabuna sentiu os feitos provocados pelos dois últimos governantes - Fernando Gomes e Geraldo Simões - e se observa as dificuldades dos demais partidos em indicar nomes que possam galvanizar a opinião pública e atrair votos suficientes que possam eleger com folga um novo líder. E nosso carnaval passou a ser um bloco único a desfilar pela avenida.

Os partidos constituídos não se preocuparam em politizar grande parte do povo e o resultado é o que temos observado: uma cidade carente de obras importantes a serem realizadas nos bairros, com uma saúde debilitada pela fragilidade do atendimento na área da saúde e com a educação primária e secundária deixando feridas profundas, sem que se veja no curto prazo alguma perspectiva de cicatrização. E, pior, com a população sem querer acreditar na palavra daqueles que se aventuram como candidatos.
O carnaval da política tem dessas coisas. O palhaço pode ser engraçado.
Mas, e quem é que acredita nele?
É a mesma coisa do mentiroso. Engana uma vez, duas, três. E depois? Como é que a população vai acreditar em Geraldo Simões, se em dois mandatos não cumpriu suas promessas e deixou a cidade, sobretudo, a periferia de Itabuna, com esgotos a céu aberto em quase todos os bairros? E as ruas sem calçamento, adianta ao ex-alcaide dizer que agora vai fazer tudo direitinho?
Nem mesmo a balela do governo do PT em Brasília e Salvador pode iludir o mais incauto dos eleitores. Em TREZE meses de mandato, o governador Jacques Wagner não mandou concluir as obras do Teatro Municipal e nem o Centro de Convenções, não liberou recursos para asfaltar ruas ou fazer o calçamento a paralelo. É bom lembrar que Geraldo Simões foi prefeito quando Lula governou o Brasil e nenhum recurso especial foi destinado a Itabuna, por absoluta falta de projetos exeqüíveis.
É bom o eleitor parar um pouco e pensar numa solução de curto prazo. Itabuna terá um excedente de candidatos como nunca foi visto antes. Tem gente que arrota grandeza por todos os lados e diz que vai gastar milhões. Um candidato em Ilhéus gastou uma verdadeira fortuna, se elegeu, e depois? Todos lembram no que deu. Será que a experiência da vizinha cidade terá de ser repetida por aqui? O eleitor deve ouvir atento o que cada candidato tem a oferecer como projeto de governo e deve observar qual é o candidato que tem um grupo em torno de si, capaz de estudar e oferecer um bom projeto administrativo para a cidade; da mesma forma devem ser analisadas as propostas para mudar a nossa rotina governamental, que está encravada por problemas que parecem não ter solução, mas que, no fundo, com boas idéias, boa capacidade de trabalho e bom número de pessoas capazes de resolver os problemas que atormentam a nossa população mais carente.


JOSÉ ADERVAN DE OLIVEIRA

Boris Casoy assina contrato com a Band

Boris Casoy vai retornar à tevê, o jornalista acaba de assinar contrato com a RV Bandeirantes. Aliás, ele é uma das figuras esperadas na coletiva da emissora, que acontecerá na quarta-feira (23), em São Paulo, para o lançamento da nova grade do canal.

MP denuncia ex-prefeito de Itapé Urbano Santos

O Ministério Público Federal em Ilhéus denunciou o ex-prefeito de Itapé, Urbano José dos Santos, e o ex-tesoureiro José Bispo dos Santos por desvio de recursos públicos. Eles usaram indevidamente R$ 15 mil do Ministério da Educação.
Segundo o Ministério Público Federal, o dinheiro deveria ser aplicado no Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar, para assegurar o transporte dos estudantes da zona rural para a cidade.
Os dois acusados são irmãos e eram responsáveis pela movimentação bancária dos recursos. Foi constatado que eles transferiram as verbas para a conta única da prefeitura, sendo que não se sabe o destino dos recursos.

Política com feijão

A feijoada do Hotel Tarik, realizada neste final de semana, transformou-se no primeiro palanque do ano. Sete pré-candidatos a prefeito de Itabuna estavam presentes: Juçara Feitosa, do PT, acompanhada do marido, o deputado federal e secretário da Agricultura, Geraldo Simões, Capitão Fábio, do PMDB, Dinailton, do PDT, Davidson Magalhães (?), do PCdoB, Acácia Pinho, do PRB, Azevedo, do DEM, e Adervan, do PSDB, todos para testar a popularidade.

Geraldo e Davidson Quem levou mais assessores foi Capitão Fábio, que esperava pelo ministro Geddel, mas este não apareceu. Geraldo chegou junto com Davidson Magalhães, da Bahiagás, que mostrou pouco gás e saiu às 4 da tarde. Juçara e Acácia circulavam em toda a festa, diferente dos outros candidatos, que formaram grupinhos.

Sem cotoveladas A ex-secretária Juçara Feitosa estava acompanhada por cerca de 15 pessoas, entre elas Moacir e Miralva que, segundo pessoas próximas ao grupo, disputam palmo a palmo quem irá coordenar a campanha de Juçara. Não teve cotoveladas. Geraldo se deu bem, pois apareceu com uma camisa vermelha facilmente identificável.

Os descolados Azevedo formou grupo ao lado de Capitão Fábio e circulou pouco. Ficou colado ao grupo da prefeitura de Itabuna. Adervan ficou o tempo todo ao lado do seu marqueteiro de campanha, Gerson Menezes. Dinailton passou quase despercebido pela massa do público, aqueles que foram comer feijão e ver o Lordão. A banda, como sempre, deu um show.

Marketing regionalAté de outros municípios apareceram pré-candidatos como Jabes Ribeiro, do PP de Ilhéus, usando uma camisa da produção do evento. Se Jabes não ganhar um cargo no governo do estado ou a prefeitura de Ilhéus, Eduardo Fontes promete contratá-lo como um dos organizadores da festa. De Itajuípe veio Gilka Badaró, do PR, “para rever os amigos”, disse a nossa reportagem. Gilka dava abraços e pedia apoio a todos inclusive a Renato e Geraldo.De Coaraci veio a professora Josefina Castro, do PT, e de Itajú do Colônia vieram dois: Ana Paula, do PMDB, ciceroneada pelo primo Helinho, candidato em Buerarema a vereador, e Auri, do PPS.

Com o caderninho A pré-candidata do PRB, Acácia Pinho, distribuiu beijinhos e levava uma cadernetinha na bolsa. Para fazer anotações. Uma dessas anotou o telefone do comunista Ramon Cardoso, que fez questão de pousar na foto com a mulher. A candidata ficou na mesa dos ex-colegas da administração de Fernando Gomes, como Marcelino, da Agricultura, e Piropo, controlador-geral.

Diário do Sul

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Notícia de pesquisa agita Ilhéus

Candidatos a prefeito em Ilhéus mal dormiram com a notícia da existência de uma pesquisa sobre a sucessão municipal na cidade.
Os números devem ser conhecidos amanhã, mas o fato de a sondagem ter sido concluída já causou agitação política suficiente no município de ontem para cá.

CLIMA TENSO EM AURELINO LEAL

Em razão de uma denúncia por infração política-administrativa, a Câmara de Vereadores tentou afastar o prefeito de Aurelino Leal (a370 km de Salvador), Giovanni Gagliano, nesta terça-feira. O clima ficou tenso. Centenas de pessoas ocuparam a porta da Câmara em protesto contra a cassação do prefeito. Bruno Adry, advogado de Gagliano, disse que a cassação do seu cliente seria uma medida extremamente inconstitucional. O juiz Gláucio Klipel deferiu uma liminar impedindo a cassação.
(Ricardo Luzbel)

Renan: 'paz e amor' é coisa do passado

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) abandonou a fase "paz e amor", adotada meses atrás durante a crise que acabaria por fazê-lo renunciar à presidência do Senado. Na posse do ministro Edison Lobão (Minas e Energia), ontem, no Palácio do Planalto, ele se recusou a apertar a mão que lhe foi estendida por Rubens Galerani, ex-assessor de ACM: "Não me cumprimente, você é um canalha", disse, com a discrição possível.
Sem perdão
Renan Calheiros explicou que Rubens Galerani acompanhava o advogado que tentou extorquir dinheiro, como denunciou Epitácio Cafeteira (PTB-MA).
Na Bahia tem
Além de ter sido assessor do falecido ACM, Rubens Galerani dirigiu por vários anos o escritório de representação do governo da Bahia em Brasília.

Claudio Humberto

Aposentadoria

A proposta do Ministério da Previdência, de considerar como tempo de serviço aquele trabalhado por invasores da terra alheia é, no mínimo, estapafúrdia e ofende todos os princípios da legalidade. Porque a essência da idéia é que mesmo se tratando de uma ocupação ilegal de propriedade alheia, o cidadão teria trabalhado, logo contaria como tempo de serviço e não caberia ao INSS questionar a legalidade do ambiente de trabalho. Fazendo uma analogia, pode-se dizer então que um ladrão de bancos poderia considerar o tempo que levou planejando seu assalto para efeitos previdenciários. E que traficantes poderão se aposentar com menos anos de labuta, já que sua atividade é de alto risco.

Árbitro paulista vai apitar jogo Bahia x Itabuna

O árbitro Rodrigo Martins Cintra, da Federação Paulista, vai apitar a partida Itabuna x Bahia, amanhã (23), às 20h, no Estádio Luiz Viana Filho, em Itabuna. Não se trata de nenhuma exigência do Bahia, por jogar na casa do adversário ou por causa de erros de arbitragem nos seus jogos no campeonato baiano. A escala aconteceu graças a um convênio de intercâmbio firmado entre a Federação Bahiana de Futebol e a Federação Paulista, com o aval da CBF.Ednaldo Rodrigues, presidente da FBF, disse que Rodrigo Cintra é um dos melhores árbitros do país, é do quadro nacional e favorito á próxima vaga da Fifa. “Rodrigo está praticamente radicado em Salvador por causa de seus negócios e sua presença, apitando jogos no Campeonato Baiano será muito importante e o intercâmbio será bom para os árbitros baianos também”. Ednaldo falou ainda que existe possibilidade de árbitros baianos apitarem no campeonato paulista e também em Sergipe, Alagoas e Pernambuco. “Já estamos mantendo contatos com essas federações para oficializar este intercâmbio que será muito bom para nossa arbitragem”.Para quem não se lembra de Rodrigo, ele esteve envolvido numa confusão com o técnico Vanderlei Luxemburgo (foto acima), que declarou em entrevistas que “o árbitro estava me olhando muito, parecia que estava me paquerando”. Por este motivo, o treinador foi processado e teve que se retratar e pedir desculpas publicamente



Papo do Blog

Jornais americanos temem que os Estados Unidos entrem na pior crise econômica dos últimos 25 anos. Para se ter uma idéia do tamanho do problema, somente no dia de ontem as perdas somadas das bolsas de Londres, Paris, Frankfurt, Hong Kong, Tóquio e Xangai ultrapassavam a casa de US$ 1,5 trilhão. No mesmo ritmo a bolsa de São Paulo perdeu US$ 62 bilhões de valor de mercado, em um só dia. O presidente Lula que até agora, não teve que administrar nenhuma crise econômica externa dentro de sua gestão, pode se preparar para um grande momento de turbulência. Apesar do governo americano ter feito um pacote de socorro aos bancos no valor de US$ 145 bilhões, a crise no sistema financeiro americano é muito mais profunda e tem características estruturais que envolvem milhões de hipotecas habitacionais não honradas por milhares de cidadãos americanos. Lula afirmou ontem, que o Brasil não tem nada com isso, se os americanos aplicaram mal o seu dinheiro. Isso seria uma bela verdade, se não fosse o caso de estarmos tratando da maior economia do mundo. Quando países que não têm nem de perto a influência da economia americana atravessaram crises, o Brasil teve grandes dificuldades internas, imaginem agora uma crise com o principal parceiro comercial brasileiro e detentor do maior PIB do planeta.
É esperar para ver até onde vai sobrar para o Brasil.

O ministro é pop!

Durante a cerimônia de posse do novo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, prefeitos, vereadores e deputados estaduais e federais pagaram até R$ 100 para tirar uma foto com o novo ministro.Cerca de 10 fotógrafos disputavam para clicar os participantes e abordá-los logo depois com a proposta de venda das fotos. Os alvos, segundo eles, eram principalmente políticos maranhenses. Alguns pagaram adiantado pela promessa de que receberão a foto em que aparecem cumprimentando Lobão.

E olhe que Lobão é feio pra cacete, viu? Ô país provinciano...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Baitakão

O proprietário do Baitakão em Ilhéus foi morto hoje, o assassino desferiu golpes de faca contra a vítima. Suspeita que foi um ex-funcionário.

César Borges

O que já era esperado, finalmente poderá acontecer.Tércia Borges, esposa do senador César Borges (PR) poderá se transformar numa importante alternativa dos republicanos para as próximas eleições municipais, inclusive para uma possível composição de chapa. Distribuindo beijos e abraços por onde passa, ela tem confirmado a sua grande popularidade. E tudo da sua própria índole, sem um esforço sobrenatural.
Na Lavagem do Bonfim ela esteve o tempo inteiro ao lado do senador César Borges. Além de ajudá-lo nos cumprimentos ao público e à imprensa, ela atendia aos acenos vindos das calçadas. Na subida da Colina Sagrada os acenos foram acentuados. Impressionante é que ela é identificada pelo nome, e da mesma forma o faz com muitos que abraça e beija. Vêm das mulheres, notadamente de classes mais pobres, os maiores cumprimentos.

PP vai, mas Lauro fica

O PP pode até vir a integrar a base governista na Assembléia, como propalam a todo momento seu presidente regional, o deputado federal Mário Negromonte, e o ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, mas fontes importantes do partido garantem que do acordo com o governo não faz parte o município de Lauro de Freitas.
Lá, faça chuva ou sol, caia ou não canivete, a prefeita petista Moema Gramacho terá que, forçosamente, encarar a disputa sucessória com o deputado Roberto Muniz, nome do PP que desponta nas pesquisas de opinião. Isto, se o próprio deputado federal João Leão, líder maior da legenda, não resolver, ele próprio, entrar na disputa.

Charlie Brown Jr. quebra protocolo e elogia ACM Neto no Festival de Verão

Chamado para substituir Falcão, do Rappa, na terceira noite do Festival de Verão, o cantor Charlie Brown Jr. ensandeceu de tal forma a galera no evento que, seguro de si, resolveu quebrar o protocolo e fazer elogios à atuação parlamentar do deputado federal ACM Neto (DEM). Ninguém protestou.

sábado, 19 de janeiro de 2008

Davidson candidato?

Durante o dia de ontem (18), foi especulado nos meios políticos que Davidson Magalhães (foto) (PCdoB) viria a Itabuna neste sábado não só para saborear a Feijoada do Tarik, mas também para lançar sua pré-candidatura a prefeito de Itabuna.Segundo o presidente do partido na cidade, Ramon Cardoso, o nome de Davidson começou a ser sondado extra-oficialmente e, se aprovado pelo grupo, seria para unificar a base dos partidos que apóiam o governo Wagner.Cardoso ressalta, porém, que ainda não houve nenhuma discussão oficial nesse sentido.Ele garante que para o PCdoB tanto o nome de Luís Sena como o de Davidson Magalhães seriam bem aceitos para encabeçar uma chapa do partido rumo à Prefeitura de Itabuna.

OBS: Essa turma do PC do B está querendo mais cargos no governo estadual e federal, em virtude disso fica lançando candidatos a prefeitos em várias cidades da Bahia e do Brasil, com o objetivo de atrapalhar os candidatos do PT e do neo-aliado PMDB, partido esse que consegue tudo que quer com Lula e Wagner.
Veja em Salvador, o prefeito João Henrique expulsou os comunistas da prefeitura por quer eles lançaram Olívia Santana como pré-candidata a prefeita.
“Davidson Laranja podre Magalhães” está querendo aparecer, igual em 1996, quando ele levou a sua candidatura até o final, atrapalhando o candidato do então prefeito Geraldo Simões que era Renato Costa, em virtude disso Fernando Gomes conseguiu se eleger prefeito em 1996.
Aliás, existem comentários de bastidores que dizem que teve acordo entre os comunistas e o grupo de ACM,para o "laranja podre" leva a sua candidatura até o final, e quem intermediou foi Duda “Poly Rodas”.

Política,gente e poder

Everaldo Anunciação, que já foi candidato a deputado estadual, vereador, PT. Ruy Carvalho, pré-candidato a prefeito dali de Ilhéus, médico, PT. José Adervan, prefeiturável, jornalista, da tucanagem, Itabuna, PSDB. Josias Gomes, ex-deputado federal, sem representação popular, sem mandato, PT, na quarta-feira deste janeiro, dia 16, almoçaram, encheram a pança na Churrascaria Los Pampas.
Antonio Vieira, herdeiro de vacas e bois, político, médico, quase tem chances de ser Provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, SCMI. Eric Ettinger, Sílvio Porto, Irmandade escolheram Renan Moreira, advogado. Antonio Vieira, perdão, doutor Antonio Vieira, vai ficar tomando refresco com todos os direitos, como um dos secretários da Santa Casa, cuja Irmandade respeito.
Edson Dantas, presidente da Câmara de Vereadores daqui de Itabuna, prefeiturável, PSB & Ruy Machado, ex-vereador, sem partido. Edson & Ruy, irreconciliáveis hostilidades. Edson & Ruy, hostilidades com gosto de vinagre, com gosto de sal, com gosto de fel. Ruy Machado, lógico, claro com Y.
Eduardo Anunciação

Edson Dantas admite possibilidade do PSB apoiar Ricardo Bacelar

O presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Edson Dantas, está trabalhando para viabilizar sua candidatura a prefeito de Itabuna, pelo PSB. Ele acredita que até abril terá crescido ainda mais nas pesquisas de intenção de voto. Mas, ainda assim, não descarta a possibilidade do partido escolher como candidato o ex-apresentador do Alerta Total, Ricardo Bacelar, caso ele apareça melhor nas pesquisas.“Em política nem sempre, nem nunca. Acho difícil eu não pontuar, já estou pontuando, estou satisfeito com meu crescimento. Mas também estamos colocando o nome de Ricardo na pesquisa para prefeito para ver como vai ficar. É claro que, se ele estiver melhor nas pesquisas, o partido vai apoiá-lo sem problema nenhum”, declara.Para que seja mesmo o candidato do PSB, Dantas espera estar com pelo menos 15 por cento nas pesquisas até o mês de abril. Ele admite, também, a opção de formar uma chapa com o ex-apresentador. “De repente, pode ser uma chapa puro-sangue: Ricardo e Edson”, afirma, sorridente.Em relação à chegada de Ricardo ao partido, Dantas considera que “ele sempre contribuiu, como cidadão, com suas idéias”. Sobre uma possível candidatura do comunicador, seja a prefeito ou a vereador, o presidente da Câmara acrescenta: “Quando ele entrou no partido, não tinha na cabeça da gente a idéia de que ele seria candidato ou não. Ele está refletindo ainda e eu espero que ele decida ser candidato, porque o partido se sentiria muito honrado. Todo partido quer ter entre seus integrantes pessoas que tenham, sobretudo, credibilidade e isso sobra nele”.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Carnaval

Carnaval de 1983.
Fernando Gomes ao lado de João Xavier


Recordações

O então prefeito Fernando Gomens no seu primeiro mandato, ao lado o gaguinho!!
1983

Nome aos bois

Pelo menos sete dos 39 deputados federais baianos têm seus nomes vinculados à Justiça. Segundo relatório divulgado ontem pela organização Transparência Brasil. São eles:Cláudio Cajado (DEM), Guilherme Menezes (PT), Joseph Bandeira (PT), Paulo Magalhães (DEM), Roberto Britto (PP), Severiano Alves (PDT) e Uldorico Pinto (PMN).

Vamos gravar os nomes.

IVETE CONQUISTA FãS ATé NO MEIO POLíTICO

Depois de conquistar fãs no meio artístico e nos esportes, o meio político vem se declarando fã de Ivete. Pois é, o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, questionado sobre qual atração ele mais gostou no dia de ontem (16) do Festival de Verão, respondeu sem titubear: Ivete Sangalo. Com direito a ser chamada de “musa da Bahia” pelo ministro, a miseravona mostra que está mesmo com moral. Em tempo: vale lembrar que o ex-senador Antônio Carlos Magalhães, que faleceu ano passado, era fã confesso de Ivete. Isso, sem falar no ministro da Cultura, Gilberto Gil, que adora a cantora.

Exclusivo. Bacelar na rádio jornal de Itabuna

Informação vinda da rádio jornal de Itabuna da como certa a contratação do ex-apresentador do “Alerta Total”, Ricardo Bacelar.
Mantemos contato via telefone com o próprio Ricardo, ele informou que está 95% garantido na rádio jornal,e nome do programa será "Desligue a Tv", porém, se não assinar com a rádio, as únicas opções são a Rádio Nacional ou a morena FM, sendo que a última é um pouco mais difícil.


OBS: Realmente o Ricardo Bacelar pensava que era o melhor apresentador da Bahia, porém, nem todo mundo pensa como ele, por conta disso ele deu 5 passos para trás, pois ficou limitado as rádios AM de Itabuna, sendo que a TV Aratu ficou mais de 1 mês necessitando de um apresentador para o programa “Que venha o povo”, até contratar o Casemiro Neto ,da Tv Bahia, segundo fontes extra - oficias – a bagatela de R$ 50.000 por mês.,sendo que Ricardo não chega a R$ 5 mil.Humildade nunca é demais

IDENTIDADE PARTIDÁRIA DIMINUI AINDA MAIS NO BRASIL!

Eleitor brasileiro passou a se identificar menos com os partidos durante o governo Lula -entre 2002 e 2006. PT -que tem a maior identificação partidária do eleitor, foi quem mais perdeu essa identidade. Identidade partidária (os que se identificam com algum partido) caiu de 39% para 28%. Os que não se identificam com partido algum, subiram de 56% a 67%. Com o PT antes 23% se identificavam. Agora são 18%.
O trabalho completo é de Luciana Fernandes Veiga da Universidade do Paraná, e foi apoiado pela Doxa / Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro. Está publicado na Revista OPINIÃO -Campinas- Vol. 13, n. 2, novembro de 2007, páginas 340 a 365.

A Tempo e o senhor da razão

Antes mesmo de realizar a licitação para a contratação da nova agência de publicidade do governo municipal, especula-se que a Agência Tempo, de Salvador, será a vencedora.
E há motivos para desconfiança.
A empresa pertence ao ex-marido da deputada Lídice da Mata, nome mais influente no PSB da Bahia.
O mesmo partido do prefeito, do sindicalista e articulador Magno Lavigne e do secretário Alcides Kruschewsky.
Tudo em casa.
E como chamam o governo de Newton Lima de "néo-jabista", vai aí mais uma informação.
A Tempo foi a agência que cuidou da imagem do ex-prefeito Jabes Ribeiro nos últimos dois mandatos à frente do Palácio Paranaguá.
Hoje, a agência tem uma fatia do governo do Estado.
E não deve ter sido por pressão de Lídice nem do PSB.
Ah, tá!

Tempero da Bahia

Newton em Salvador

Um boato sobre uma possível volta do ex-prefeito Valderico Reis ao Palácio Paranaguá, levou o prefeito-tampão Newton Lima, às pressas, à Salvador. O super-secretário Alcides Kruschewsky que sempre acompanha Newton nessas empreitadas, desta vez preferiu ficar em Ilhéus e ajudar no comando da cidade durante a ausência do chefe.

"Perfeita dondoca do Goes Calmon"

Existe um bordão popular que diz: - Cuidado que entre o rebanho, pode existir lôbos vestidos em pele de cordeiro".Não me toma de supresa que "a perfeita dondoca do Goes Calmon", tenha perpetrado ato tão mesquinho contra o apresentador Ricardo Bacelar.
Basta que se analise bem os antecedendentes da "senhora":-
Filha de um "ex-magistrado" expulso da magistratura do Estado de Sergipe;-
Irmã de um velho conhecido advogado trabalhista por diversas vezes envolvido em denúncias;-
"Conviveu intimamente" com Fernando Gomes, de quem foi Secretaria de Governo;-
Fez pós-graduação na convivência com Maria Alice (a gorda), até que uma quiz engolir a outra.-
Candidata sem partido por muito tempo, mesmo se dizendo católica, abraçou com enfâse a causa política da Universal, e, como em uma legítima operação de compra e venda, "vendeu a própria alma ao diabo".
Ricardo Bacelar pagou pela sua inexperiência política e foi vítima da sua própria ambição.
Quanto a "pefeita dondoca do Goes Calmon", agora já se pode perceber, que por trás da "cálida e sempre bem maquiada cara de anjo se esconde a verdadeira face da aprendiz de demônio".

Partido verde

O PV,( partido verde) de Itabuna está com 03 candidatos a vereador que terão grandes chances de conseguir uma vaga na câmara de vereadores, sendo que tudo indica, o partido elegerá o vereador menos votado de Itabuna.
São eles, os dois ex-vereadores Paulo Luna e o pastor Reginaldo Silva e o radialista e presidente do partido Val Cabral.

OLHA O FILHINHO DE PAPAI!!!

Em 2007 o primogênito de um grande político de Itabuna promoveu um show tendo como a atração principal Ivete Sangalo, só que ficamos sabendo que o show deu um déficit de R$ 75 mil, no popular, deu prejuízo de R$ 75 mil.
Já na expoita de itabuna ele contratou uma famosa banda de pagode e um importante buffet de salvador para a festa, e até dezembro, dois meses depois do evento, não tinha pagado seus débitos.
Desse jeito ele vai longe.

Parque dois irmãos

Começa hoje em Itapé uma baita festa de vaquejada no Parque dois irmãos, para quem não sabe esse é o antigo parque “cacau de ouro”,que foi comprado em 2007 por Sergio Gomes e Markson Monteiro de Oliveira, vulgo Marcos Gomes, esse último está foragido,o valor pago foi R$ 400 mil.
Na festa deste final de semana a premiação será de R$ 100 mil, além de ter várias atrações de peso,como lordão,Trio da huana e outras mais.

Sugestão do Blog.
A polícia civil e a militar deviam ir curtir a Grande Vaquejada de Itapé, na Fazenda 2 Irmãos. É bem capaz do foragido Marcos Gomes aparecer por lá atrás de algum vaqueiro. Não custa dar uma olhadinha.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Ricardo Bacelar

Ricardo não pediu demissão, ele foi demitido e a ordem veio do Fabiano diretor da Tv Itapoan, que na verdade é o que manda na Cabrália, esse tal de André Luis é apenas um PAU MANDADO, marionete do Fabiano, e como todos sabem que esse Fabiano não gosta dele e ele tira toda a audiência do Varela em Itabuna que é o pupilo do Fabiano ele aproveitou a oportunidade e colocou Ricardo pra fora.
Aliás, Ricardo Barcelar estava pensando que era o rei da côcada prêta na TV Cabrália, está na rua e desempregado e agora sai cuspindo no prato que comeu, isso é feio dublê de apresentador.

Será que a Cuca, "Tv Santa cruz" vai querer você lá??

Quércia negocia compra do SBT

O ex-governador de São Paulo Orestes Quércia, hoje empresário de comunicação, negocia a compra de 45% do SBT. Ele se reuniu há dias em Miami com Silvio Santos, que também ficaria com 45% do grupo. Os demais 10% foram oferecidos a José Bonifácio de Oliveira, mítico ex-diretor da Rede Globo, que assumiria o SBT. Mas Boni reluta: ele tem um acordo com a Globo, que lhe paga R$ 500 mil mensais para não virar seu concorrente.

Claudio Humberto

Sério

Num mercado em que os baixos salários são predominantes, o anúncio de que o jornalista Casemiro Neto assumirá o horário do antigo “Se Liga Bocão”, na TV Aratu, com um salário astronômico, foi o principal buxixo ontem no meio jornalístico baiano, onde a aposta é de que seu diferencial estarão na seri edade e responsabilidade.

Cala a bca, Marta!

A ministra do relaxa e goza e, de vez em quando, do Turismo, Marta Suplicy recomendou usar "repelente" para evitar a febre amarela. Que as pessoas se acalmem, passem um repelente enquanto ainda não foram vacinar, mas todo mundo deve se vacinar, recomendou a ministra.

Posso usar um repelente para fazer Marta desaparecer?

VÔO DE JABES RIBEIRO É MAIS ALTO

PP conseguiu, finalmente, a secretaria que tanto queria no município: a de Habitação. Agora, os cardeais do partido buscam um nome para substituir Ângela Gordilho. A única coisa certa é que não será Jabes Ribeiro a assumir a Sehab. Os planos para Jabes, segundo o presidente Mário Negromonte, são maiores em uma das secretarias do Estado.
(Cíntia Kelly)

Política,gente e poder

Jacques Wagner, dono de um dos olhos mais belos da política brasileira, governador daqui da Bahia, PT. Wagner vai procurando convencer Geraldo Simões, também PT, que para o governo, o partido é melhor a continuidade-continuação dele na secretaria de Agricultura do Estado, em vez de ser candidato a prefeito desta capital-cidade do planeta cacau. As negociações prosseguem, as conversas avançam, os murmúrios crescem, enquanto Geraldo vai transitando em muitas frentes.
Geraldo Simões, na secretaria de Agricultura, promove gestão eficiente, deputado federal votadíssimo, vai resolver seu caminho, decidir seu destino, optar seu rumo em março. Sem complicações, o elevador do tempo vai seguindo viagem sem causar claustrofobia ao senhor Geraldo Simões. Tudo que escrevem, dizem que ele vai deixar de disputar ou vai disputar a Prefeitura de Itabuna tem sentido. Estamos em janeiro, fevereiro vem aí. Em março, Geraldo tem de decidir, falar.
Juçara Feitosa. Quando ninguém esperava, apareceu a pré-candidatura, o feminismo de Dona Juçara e, conseqüentemente, surgiu no panorama eleitoral-político um inesperado fato novo que vai progredindo com segurança, crescendo em chances, notadamente depois da desistência do senhor Fernando Gomes. Desistência para o bem ou para o mal dele. A propósito de Fernando Gomes. A saber.
Fernando Gomes, prefeito de plantão daqui de Itabuna. Ora, com a desistência da recandidatura de Fernando, taxativamente o cenário eleitoral, o quadro político assombrosamente se modifica, radicalmente muda, exigindo dos participantes do espetáculo, dos atores no palco outras estratégias, outras táticas, outros métodos, outros acordos. É o que tudo indica, tudo aponta.
Jussara Feitosa ou Juçara Feitosa. Por fim, esta coluna ansiosamente aguarda os esclarecimentos da Certidão de Nascimento da prefeiturável, da pré-candidata. Jussara com s ou ç. Os publicitários, jornalistas, redatores, eleitor, leitor estão cobrando as pequeninas, graúdas, grandes, miúdas coisas das figuras públicas. Com a palavra Dona Jussara ou Juçara.
Joaquim Bastos, reconduzido à Torre Platinada da Universidade Estadual de Santa Cruz, Uesc, mesmo numa eleição com algumas inconsistências não quero discutir o resultado, a voz das urnas. Ele (JB) tem a obrigação de começar este novo mandato acabando de vez com o turismo-acadêmico. Ele tem obrigações, deveres, haveres de ser um Reitor, gestor transparente.
Joaquim Bastos, lógico, Reitor da Torre Platinada da Uesc, na segunda-feira, aeroporto ali de Ilhéus, dia 14, partiu para agredir o herdeiro-diretor-editor do semanário A Região, Marcel Leal. Ele (JB), deveras, não é professor, não é mestre nem Reitor. Traduzindo: Sim, professor do autoritarismo, mestre da prepotência, Reitor de aldeia. JB: Atitude infantilizada.
Marcel Leal. Eis o preço a pagar pela liberdade de expressão, de impressão. Eis o preço a pagar pela resistência, pela vigilância, pela convicção jornalística. Neste episódio entristecedor, constrangedor, incivilizado, destaque para Jabes Ribeiro. Já está sendo chamado de pacificador. Joaquim Bastos vai precisando usar seu diploma com competência, com juízo.

Ricardo no rádio

O ex-apresentador do Alerta Total, Ricardo Bacelar, dará entrevista no programa Show de Notícias, na Rádio Jornal de Itabuna, a partir do meio-dia desta quinta-feira (17).O programa, apresentado por Frankvaldo Lima, abre espaço para a participação dos ouvintes, através do telefone 3211-2385.

Débito da Santa Casa é de R$25 milhões

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, maior complexo médico-hospitalar e de saúde do interior da Bahia, já tem nova provedoria, empossada na noite da última segunda-feira (14), no auditório Paulo Bicalho, do Hospital Calixto Midlej Filho. Tendo como novo provedor o advogado José Renan Moreira, outras 45 pessoas foram empossadas em cargos de diretoria, do Conselho Deliberativo e das Irmãs Auxiliadoras. O déficit financeiro da instituição foi o grande assunto da noite, com a declaração do montante da dívida que já chega a R$25 milhões.
Em seu discurso de posse, o novo provedor elencou o apoio pretendido, a citar a própria comunidade itabunense, os irmãos da Santa Casa, as irmãs auxiliadoras, as irmãs religiosas, além do corpo clínico, os próprios enfermeiros, funcionários e colaboradores. Para ele, a missão da nova gestão da instituição é esgotar os déficits, já que considerou que até agora foram realizadas, e com relativo sucesso, a diminuição de gastos. “São R$6,5 milhões em dívidas já vencidas e R$18,5 milhões a vencer em curto e médio. Exaurimos nossa capacidade de endividamento. Aproveito a oportunidade para conclamar as autoridades, os políticos, os prefeitos da região, para que encarem com seriedade a Santa Casa de Itabuna”, declarou Renan Moreira. Segundo o presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Edson Dantas, é preciso ajudar a instituição já que, mais do que como político, no papel de médico, compreende a impossibilidade de oferecer bons serviços de saúde com os preços pagos pelo SUS. Da mesma forma acredita o próprio provedor empossado, que declarou depositar na contratualização realizada com o gestor pleno da saúde em Itabuna, o retorno da viabilidade da instituição no modelo em que atua há 90 anos. “A partir deste mês teremos o contrato cumprido em sua integralidade de forma retroativa. Na remota possibilidade do município não cumprir com o pactuado, o que não acreditamos, seremos forçados a tomar medidas enérgicas e prejudiciais à comunidade. Afinal, a Santa Casa não tem a mínima condição financeira de continuar funcionando com o déficit gerado pelo atendimento SUS”, completou Renan.

MPF investiga fraude do livro escolar

O Ministério Público Federal (MPF) na Bahia instaurou inquérito para apurar fraudes na indicação de livros didáticos para o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD).
Segundo vários professores, suas assinaturas foram falsificadas para abonar indicações que não fizeram, muitas das quais de livros que pertencem a áreas diferentes das matérias lecionadas por eles.
O MPF quer que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) responda as acusações e explique como foi o procedimento para a seleção dos livros didáticos do PNLD nos últimos anos.
Também deve encaminhar uma relação das editoras e livros adotados nas escolas públicas da Bahia; os professores selecionados no estado para as indicações, a escola ou o endereço para onde foi remetido o formulário.
Centenas de formulários foram fraudados com uso não-autorizado de nomes de professores de várias regiões do estado. Muitos sequer conhecem as escolas para as quais "escolheram e pediram" os livros.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Varela passa mal e é levado a São Paulo

Informações que circularam agora há pouco dão conta de que o apresentador Raimundo Varela teria sentido-se mal hoje logo após encerrar a apresentação do programa “Balanço Geral”, na TV Itapoan, às 13h, tendo sido encaminhado para São Paulo.
Na TV, comenta-se que o apresentador teria sido vítima de um “mal-estar”, possivelmente provocado por algo que comeu durante o jantar ontem. Reuniões que ele teria hoje à tarde como parte de sua agenda política teriam sido também canceladas.


Política livre

Governador Jaques Wagner foi o entrevistado do Jornal da Bahia no Ar com Mário Kertész

Mário Kertész entrevistou hoje o governador da Bahia Jaques Wagner. Ele falou, dentre outros temas, sobre a recente entrevista de José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, na qual ele afirma que a sede do PT gaúcho foi construído com recursos oriundos de caixa 2, Wagner disse que ele "pisou na bola". Acho que a ficha dele (Dirceu) não caiu e ele tem a impressão de que está na mesma posição de antes", afirmou. O governador declarou também o seu descontentamento com a postura de "companheiros" do partido durante as eleições do diretório municipal e estadual, marcada por confusão e até ocorrência em delegacia, e disse que "alguns membros do PT perdem a cabeça quando chegam ao poder, assim como alguns de Brasília".

Cortes no orçamento indicam possível fim do "Linha Direta

Redação Portal IMPRENSA
O programa "Linha Direta", no ar desde 1999 e que ajudou a polícia a encontrar mais de 400 criminosos foragidos, pode não voltar à grade da Rede Globo neste ano. Normalmente, março é o mês estipulado para o retorno do programa.
Nos bastidores, a ordem é cortar gastos e cancelar qualquer tipo de viagem para gravações do programa, que costuma percorrer o país para gravar com testemunhas do crime e saber mais sobre os foragidos em questão.
Os cancelamentos referentes ao orçamento e as limitações impostas foram recebidas pela produção como um aviso do término do programa. A preocupação agora é com os casos já gravados e que ainda não foram levados ao ar.
Segundo informou reportagem publicada nesta terça-feira (15), no jornal O Estado de S.Paulo, a Rede Globo declara nada saber sobre o término do "Linha Direta". No entanto, não desmente os boatos.
Foto: Divulgação/TV Globo



OBS: O foragido Markson Monteiro Oliveira, vulgo Marcos Gomes deve está feliz!

Política,gente e poder.

Joaquim Bastos, Reitor da Torre Platinada da Universidade Estadual de Santa Cruz, Uesc. Marcel Leal, jornalista. Jabes Ribeiro, político. Flávio Lopes, de A Região. Na segunda-feira deste janeiro, 14, estavam no aeroporto Jorge Amado, ali de Ilhéus, embarcando para Salvador. Vamos ao vexame, fato.
Joaquim Bastos, quem diria, Reitor da Uesc, completamente desequilibrado, completamente descompensado, completamente louco, quase promove agressões físicas ao jornalista Marcel Leal. A semana começou cinzenta, ruim para o senhor Joaquim Bastos. Ele não faz jus ao mandato, cargo que exerce.


Edurado Anunciação

Antecipando 2010

Aécio começou a jogar para 2010, tentando fraturar a hegemonia pró-Serra, dividindo o PSDB paulista. É o 1º braço poderoso a estender a mão ao aliado Alckmin, que estava isolado, apoiando sua candidatura a prefeito de SP. De novo, o mineiro está do outro lado da trincheira de FHC, que não queria sua candidatura à presidência da Câmara, em fevereiro de 2001, e agora quer José Serra para 2010. Por ora, o PMDB ainda não tem seu Barak Obama, se é que terá; até lá, vai se fortalecendo. O jogo começa a ficar interessante.

Pela liberdade de expressão

A Justiça de São Paulo determinou o cancelamento de todas as comunidades do site de relacionamento (Orkut) consideradas ofensivas ao bispo Edir Macedo sob pena do pagamento de multa de R$ 1.000 por página, por dia. O Google anunciou que vai recorrer da decisão.

Mas até de falar mal de Edir Macedo seremos proibidos?Esse deveria ser um dos direitos assegurados na Constituição. Educação, lazer, cidadania, saúde e falar mal de membros da Universal.

Manifestação militares

Militares das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) estão sendo mobilizados para um ato de protesto, marcado para o próximo dia 31, contra o governo federal.Eles querem equiparação salarial com a Polícia Federal e o fim "do sucateamento das Forças Armadas".

Toda forma de protesto é válida, mas espero que isso não signifique, de forma alguma, uma possibilidade, por mais remota que seja, de golpe militar.

As idéias de Mangabeira

A construção de um aqueduto que leve água da Floresta Amazônica até o Nordeste soa como uma daquelas idéias polêmicas, que jamais saíram do papel e que incluía acabar com a seca no sertão nordestino com a implantação de projetos de irrigação mirabolantes. A proposta polêmica faz parte do rol de projetos defendidos pelo ministro de Ações de Longo Prazo, Roberto Mangabeira Unger, que está à frente de uma expedição pela Região Amazônica iniciada esta semana.Para quem não se lembra, Mangabeira é aquele professor radicado nos Estados Unidos, que desancou o governo Lula por conta dos escândalos de corrupção e, depois, candidamente, voltou atrás, aceitando de bom grado o convite para ser ministro.

COLIGAÇÃO PEDE A CASSAÇÃO DO PREFEITO DE GONGOGI

Coligação “Por amor a Gongogi”, que apoiou a candidata derrotada Joana Vasconcelos (PSC) para a prefeitura de Gangogi (BA) nas eleições 2004, apresentou Agravo de Instrumento (AG 9040) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pedindo que a Corte dê prosseguimento a Recurso Especial para cassar o diploma do prefeito eleito, Milton Pereira dos Santos (DEM). O relator é o ministro Carlos Ayres Britto. A coligação afirma que o prefeito cometeu crime de abuso de poder econômico e de autoridade, além de ter doado dinheiro e ter fornecido vales e material de construção, prometer emprego e outros bens, a exemplo de uma espingarda de pesca. No TRE baiano a ação não deu em nada porque o tribunal julgou que não houve provas suficientes para configurar ilegalidades.

Vereadores de Ilhéus podem perder mandato por infidelidade partidária

De acordo com informações do site do Tribunal Superior Eleitoral, (TSE), www.tse.gov.br, três vereadores de Ilhéus podem perder o mandato por infidelidade partidária. A infidelidade partidária foi instituida depois da analise da Comissão que estudou a questão eleitoral brasileira, por iniciativa do TSE, e opinou pela adoção de medidas constitucionais da fidelidade partidária, prevendo a perda automática do mandato, na hipótese de desfiliação partidária dos ocupantes de mandato legislativo e a possibilidade de perda do mandato no Legislativo ou no Executivo, na hipótese de violação grave da disciplina partidária.Com isso, o mandato agora pertence ao partido e não mais ao candidato. Em Ilhéus, existem três pedidos de perda de mandato, o do vereador Antônio Edson de Amorim Ribeiro, (Caranha) vereador eleito pelo PPS, Aldemir Santos Almeida, vereador eleito pelo PAN e Alcides Kruschewsky Neto, vereador eleito pelo PMN. Todos se filiaram ao PSB. O vereador Alcides alegou questões pessoais para a saída do PMN, o vereador Aldemir se defende dizendo que seu partido foi extinto, a situação mais complicada é a do vereador Antônio Edson, (Caranha). Todos os casos serão julgados nos próximos dias.

Manoel Leal

Há exatos 10 anos, num início de noite de verão, Manoel Leal foi covardemente assassinado quando chegava à sua residência, num bairro tranqüilo na periferia de Itabuna.Foram seis tiros, disparados com precisão de profissional, que calaram para sempre um dos mais combativos, controvertidos e corajosos profissionais da imprensa sul-baiana.Um assassinado planejado e friamente executado, com todas as características de crime de mando, já que à época o jornal A Região, do qual Manoel Leal era o diretor e mentor, vinha publicando sucessivas denuncias, todas elas documentadas, contra autoridades envolvidas em atos ilícitos.Foi a chamada morte anunciada, tantas foram as insinuações e ameaças veladas e/ou nem tanto.A morte de Manoel Leal, ao contrário do que seus algozes imaginavam, não produziu o silêncio esperado.O crime ganhou repercussão internacional, mobilizou entidades como Repórteres Sem Fronteiras (França), Comitê de Proteção aos Jornalistas (EUA) e Sociedade Interamericana de Imprensa. Conseguiu, inclusive, levar dois dos suspeitos a júri popular, algo raro numa Bahia onde na década sangrenta de 90, dez profissionais de imprensa foram assassinados.Um, o policial civil Mozart Brasil, foi condenado, mas logo ganhou a liberdade e até hoje continua nos quadros da Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Outro, Marcone Sarmento, foi absolvido, num julgamento que produziu cenas insólitas, como a nada discreta comemoração de alguns jurados após a divulgação do resultado.Mas, a despeito de toda a mobilização, o assassinato de Manoel Leal gerou a anomalia de um crime de mando sem mandante. Ou, pelo menos, sem que a polícia tenha sequer ventilado os nomes dos eventuais mandantes, embora até as pedras do Rio Cachoeira soubessem, à época, a quem interessava calar o jornalista.Investigações mal conduzidas, desconsideração de pistas importantes, negligência ou conivência mesmo. Tudo isso contribuiu para que, dez anos depois, os responsáveis pelo assassinato de Manoel Leal continuem impunes, desfrutando a vida que não permitiram ao jornalista, já em sua fase outonal e com sérios problemas de saúde, viver ao lado dos familiares e amigos, exercendo a atividade que era sua razão de viver.E que foi a sua razão de morrer!Convivi com Manoel Leal no dia a dia de A Região durante dez anos, num misto de paixão e, não raro, uma certa dose de insanidade em fazer um jornal a quem ninguém ficava indiferente. Admirei suas imensas virtudes e compreendi seus eventuais defeitos. Compartilhamos as alegrias, tristezas, ansiedades, dificuldades e a certeza de que, acertando e errando, fazíamos, juntamente com uma equipe brilhante e cheia de garra, um jornal que mais do que papel e tinta, tinha alma.Nos últimos dez anos, tenho procurado preservar a memória de Leal, na convicção de o esquecimento só favorece os covardes sanguinários que lhe tiraram a vida.Mais que a saudade do “velho Capo”, dói mesmo é constatar que aqueles tiros disparados no distante 14 de janeiro de 1998 ainda ecoam como símbolo de uma impunidade inaceitável. Um crime ainda sem castigo!

Daniel Thame

PSB itabunense repudia demissão de Ricardo Bacelar, da TV Cabrália

O Diretório Municipal do PSB em Itabuna considerou antidemocrática e desrespeitosa a atitude da direção da TV Cabrália que, nesta terça-feira 15, demitiu o apresentador Ricardo Bacelar porque este se negou a desfiliar-se do Partido Socialista Brasileiro. "Estamos estarrecidos com esta decisão antidemocrática e prepotente da direção da Cabrália", disse o presidente do PSB itabunense, Aurélio Macedo.O dirigente afirmou que existem várias formas de calar o profissional de imprensa e a emissora, ao agir desta forma, recorreu a métodos ditatoriais para reprimir um profissional que, como cidadão, tem o direito de livre escolha de associação e credo. Ricardo Bacelar apresentava o programa Alerta Total há quatro anos e tinha uma das maiores audiências da TV regional. "Repudiamos veementemente a decisão da emissora". A demissão foi comunicada a Ricardo Bacelar pelo diretor da TV Cabrália, André Ferreira, nesta terça, quando o profissional chegava à emissora para a apresentação do Alerta Total. Na segunda-feira 14, André havia exigido de Bacelar que ele apresentasse a carta de desfiliação do PSB. E, para isso, deu como prazo final a quarta-feira. Mas, nesta terça, o diretor comunicou que o profissional estava desligado.Outra liderança municipal do PSB sul-baiano, o presidente da Câmara Municipal de Itabuna, Edson Dantas, disse que considerou uma censura a demissão do apresentador de tevê, que era funcionário da empresa há 14 anos. Edson lembrou da importância do trabalho desempenhado por Bacelar e comunicou que o repórter estava filiado ao PSB deste setembro do ano passado.De acordo com os dirigentes do PSB, as pressões da emissora começaram ainda no ano passado e aumentaram após a Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) definir os seus pré-candidatos a prefeito e vereador em Itabuna. Os dois nomes são do PRB. "Ficamos tristes com o posicionamento equivocado e o rumo tomado pela direção da TV Cabrália nos últimos meses", diz Edson Dantas, também se referindo à série de demissões de profissionais. Lembrando que as demissões comprometem a qualidade do serviço prestado pela TV ao sul da Bahia e assinalando que a demissão de Ricardo Bacelar está ligada a censura política, Edson destacou que essa é mais uma demonstração de prepotência dos dirigentes da primeira emissora do interior do Norte-Nordeste Brasileiro. "É mais uma mancha numa história de pioneirismo da tevê. A demissão não está ligada a falta profissional, mas escolha legítima de um cidadão", disse, lamentando, ainda, o sucateamento da emissora.

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Ninguém é insubstituível

Estou bestificado com a capacidade de um blog, que usa o nome de DNA DA VERDADE tem para criar factóide, pela manhã falou que o Ricardo Bacelar teria pedido demissão, más no final da tarde posta uma nota afirmando que foi Acácia Pinho que pediu a cabeça de Ricardo.
Só queria saber o que tem demais na demissão de Ricardo Bacelar, empresa privada é assim, não existe estabilidade, e esse Ricardo estava muito “TIRADO”,demorou até demais para ele ser demitido.

Oposição ameaça Geddel

A vitória contra a CPMF subiu à cabeça de oposicionistas, que agora até falam em "derrubar" ministros do governo Lula. Em conversa com um político do PT, há dias, o ex-senador Jorge Bornhausen (SC), que deixou a presidência do ex-PFL, mas continua influente no partido, criticou o ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional), considerando-o demasiadamente "espaçoso", e ameaçou: "Se ele continuar assim, vamos derrubá-lo".

Claudio Humberto

Alerta: seu orkut não está seguro

Uma das mais recentes atualizações do Orkut é o “cadeado de segurança”, que permite ao usuário restringir o acesso a fotos e vídeos de seu perfil. Não por acaso, uma das mais recentes “ferramentas” disponíveis na internet foi criada justamente para quebrar essa medida de privacidade do site de relacionamentos (e comunidades repetidas).
Com poucos cliques, pessoas mal-intencionadas podem destravar o bloqueio e acessar o conteúdo das páginas “trancadas” sem que você saiba da invasão.
Portanto, fique alerta. A maneira mais segura de preservar sua privacidade no Orkut continua sendo deixar arquivos pessoais fora da brincadeira.
Por Renato Bueno

DEMORÔ, DEMORÔ

Cresce o burburinho, principalmente nas colunas de fofoca, que o ex-líder da banda “É o Tchan”, compadre Washington, pretende ser candidato a vereador de Salvador. Ele já teria até um slogan: “Demorô, demorô, Compadre Washington vereador”. Diferente de São Paulo, a capital baiana não tem tradição em eleger figuras pitorescas. Se bem que alguns parlamentares podem até ser classificados dessa forma.

Tráfico e comunidade

Chegou ao conhecimento da nossa reportagem que alguns moradores do bairro Novo Horizonte iriam fazer uma passeata de protesto contra a morte de “Bida”. Muita gente se pergunta como isso pode acontecer? Mas, não era bandido?É simples, o traficante percebe a brecha deixada pelos governos com relação à falta de remédio, gás, cesta básica e “segurança”. Para muitos no bairro Novo Horizonte “Bida” era um pai, aquele que não deixava nada faltar e estava sempre por perto para assegurar que nada acontecesse. Ao mesmo tempo em que conquista a confiança da comunidade, o traficante se protege. Se vier uma viatura da polícia, seus “aliados”, necessitados, por força da desigualdade social, são os primeiros a lhe avisar. Basta uma pipa no céu, fogos, luzes e o bandido sabe imediatamente que a polícia está chegando.Bida morreu, Maikon morreu Daniel também morreu. Quem será o novo traficante a comandar aquela comunidade?

Bolsa de estudo

Começou ontem, 14, e vai até 29 de fevereiro o prazo para os bancários do Real ABN entrarem com a solicitação de renovação do auxílio-educação. Quem vai solicitar a bolsa pela primeira vez terá entre 3 e 14 de março para entrar com o pedido. Vale ressaltar que a bolsa é retroativa.Todos os funcionários com no mínimo seis meses de banco têm direito a cursos de graduação.
Critérios

O banco paga até 50% do valor da mensalidade sem teto, mas os cursos de graduação têm que obrigatoriamente estar relacionados à área de negócios da organização e também à função do bancário. Os cursos das áreas de Ciências Políticas e Sociais, Sociologia, Comunicação Social, Direito, Letras, Propaganda e Marketing, Ecologia e Relações Internacionais têm reembolso de 25%. Já para os cursos de pós-graduação, o trabalhador deve ter mais de dois anos de empresa e o curso escolhido tem que estar obrigatoriamente ligado à rotina do funcionário no banco.

Política,gente e poder

Helenilson Chaves, Fernando Gomes, Ervino Binoy, José Oduque acumularam montanhas de fortunas, acumulam capitais, lucros, rendas. Financiamentos, créditos, dinheiro neste País só era fácil para os empresários grandes, graúdos. O presidente Lula vai combatendo essas desigualdades, distorções, regalias. Tem homens ricos com vida pobre. Taxativamente: José Oduque Teixeira é um deles.
Geraldo Landim, diretor-regional da Ceplac, homem, macho, PT. Moacir Lima, Instituto da Biofábrica, homem, macho, PTB. Miralva Moitinho, da Direc 7, mulher, fêmea, PT. Miralva, Moacir, Landim estão acreditando numa vice com Geraldo Simões ou Jussara Feitosa. A crença, fé deles passa por negociações, alianças, acordos partidários. Quando a maré de março chegar, comento, opino a vice.
Ubaldo Dantas, príncipe da tucanalha, estrela da tucanagem, ator do tucanato, Itabuna, PSDB, não conseguiu ainda dar declaração pública para desmentir, confirmar sequer animar a pré-candidatura do prefeiturável José Adervan, mesmo de já ter se liquidado, já ter acabado a Era Ubaldo Dantas. Lá no fundo, no fundo tem um culpado: Ubaldo Dantas, perdão, doutor Ubaldo.
Renato Costa, politicamente sem possibilidades, sem perspectivas, sem chances. Profissionalmente, doutor Renato continua na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, como presta serviços ao governo do prefeito Pedro Jackson, Itapé. Na última eleição doutor Renato levou um pontapé, levou um soco das urnas. Os motivos, as causas: Doutor Renato faz política com o fígado.